Coronavírus: governo libera o funcionamento de óticas no DF

Decreto que permite a abertura das lojas foi publicado em edição extra do Diário Oficial dessa terça-feira (14/04)

atualizado 15/04/2020 7:37

pculos Koron/Getty

O Governo do Distrito Federal (GDF) liberou a abertura de óticas durante o período de restrições ao comércio decorrentes da pandemia do novo coronavírus. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial (DODF) na noite dessa terça-feira (14/04).

Na última quinta-feira (09/04), foi autorizado o funcionamento de lojas de todo o setor moveleiro, da área de eletrodomésticos e do Sistema S – Sesc, Senac, Sesi e Senai. Neste último caso, a medida vale para as atividades relacionadas ao combate do novo coronavírus.

O atendimento ao público em todas as agências bancárias e cooperativas de crédito foi permitido no dia 7 de abril.

Estava liberado também o funcionamento de clínicas e os consultórios médicos e odontológicos, clínicas veterinárias, supermercados, minimercados, mercearias, algumas áreas alimentícias de feiras (somente para levar), entre outros.

No entanto, shoppings e demais comércios continuam fechados até 3 de maio, e as escolas permanecem com as aulas suspensas até 31 de maio.

Até essa terça-feira (14/04), o DF tinha registrado 651 casos de coronavírus e 17 mortes decorrentes da doença. As duas vítimas mais recentes moravam em Taguatinga e Águas Claras.

Elas estavam internadas em hospitais particulares da capital. Os dois pacientes eram idosos e tinham comorbidades.  Um deles, de 94 anos, morava em Taguatinga Norte. Ele deu entrada no Hospital Anchieta no último dia 7. O óbito foi confirmado no domingo (12/04). De acordo com o boletim da Secretaria de Saúde, o idoso tinha diabetes, hipertensão e doença pulmonar obstrutiva crônica.

O outro homem morto em decorrência da Covid-19 tinha 78 anos e residia em Águas Claras. Ele foi internado no Hospital Brasília, no Lago Sul, no dia 31 de março e também faleceu no domingo (12/04).

Últimas notícias