Arruda procura Frejat: “Vamos ver se você volta atrás”

O ex-governador esteve na casa de Frejat na noite de terça-feira (17/7) e, nesta quarta (18), os dois se falaram por telefone

Elza Fiúza/Agência BrasilElza Fiúza/Agência Brasil

atualizado 18/07/2018 19:17

Nas últimas 24 horas, o ex-governador José Roberto Arruda (PR) esteve em contato com seu correligionário Jofran Frejat diversas vezes. Apontado como um dos motivos para a desistência do ex-secretário de Saúde em concorrer ao GDF, Arruda tentou ponderar com Frejat.

Chegou a ir à casa do médico na noite de terça-feira (17/7) para tentar convencê-lo a não abandonar a campanha. Arruda disse a Frejat que não há plano B e que o grupo precisa dele para vencer as eleições. Que estava disposto a ouvi-lo.

Segundo Frejat, Arruda demonstrou desconforto com a pecha de “diabo” depois que o pré-candidato passou a dizer que precisava exorcizar quem está lhe pressionando.

“Eu disse a ele que fiz questão de não citar nomes. Não disse se o diabo é o fulano ou o beltrano. Afirmei que não vou ceder às pressões, não vou entregar meu trabalho a qualquer um ou fazer coisas erradas”, contou.

Na tarde desta quarta (18), os dois voltaram a se falar por telefone. Arruda de novo insistiu. E, mais uma vez, Frejat deu seus motivos, mas não sinalizou mudança. O ex-governador ouviu atentamente e terminou a ligação com um “vamos ver se você volta atrás”.

SOBRE OS AUTORES
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Gabriella Furquim

Formada em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), com experiência em redação, assessoria de imprensa e gestão de comunicação. Atua na área desde 2009. Integrou as equipes de reportagem e edição dos jornais Correio Braziliense e Aqui DF. Em 2014, coordenou a comunicação da Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente, Seção Defence for Children Brasil (Anced/ DCI Brasil), e do projeto internacional Red de Coaliciones Sur. De 2015 a 2017, foi assessora de imprensa do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

Últimas notícias