Algumas coisas que você talvez não saiba sobre o Paranoá

Em setembro de 1959, com o fechamento da barragem, o lago começou a surgir, devagarzinho até alcançar os mil metros acima do nível do mar

Igo Estrela/Metrópoles

atualizado 15/09/2019 8:20

O lago nasceu antes de Brasília. O concurso do Plano Piloto já previa o espelho d’água. Os candidatos tinham, por isso mesmo, de criar uma cidade nos arredores do Paranoá.

A barragem do Paranoá foi fechada em 12 de setembro de 1959, há 60 anos. Nesse dia, Juscelino completava 57 anos.

A barragem secou uma caudalosa e pedregosa cachoeira, transformando-a num precipício seco.

Num tempo remoto, havia um lago natural onde no século 20 surgiu um lago artificial. Quando, em fins do século 19, o botânico francês Auguste Glaziou percorreu essas terras supôs a existência de um lago em eras muito antigas da Terra.

0

As famílias que moravam às margens do Rio Paranoá (encoberto pelo lago) ajudaram os primeiros candangos que trabalhavam na barragem dando-lhes frutas, remédios fitoterápicos, mel, ovos, galinha.

Por sugestão do júri do concurso, o Plano Piloto ficou mais perto do lago. No projeto de Lucio Costa, a cidade ficaria mais distante do espelho d’água.

O lago tem 37,5km2. O Plano Piloto é 12 vezes maior, tem 472km2.

A profundidade média é de 12m, equivalente a um prédio de quatro andares. A máxima é de 38m, do tamanho de um edifício de 12 andares, dois blocos de superquadra, um em cima do outro.

Tem o formato de uma tarântula ou de um polvo de cinco braços. Cada braço é um fio d’água, rio, córrego, riacho, ribeirão – Bananal, Torto, Gama, Riacho Fundo/Cabeça Veado e Paranoá.

A parte mais larga, a do corpo da tarântula, mede inacreditáveis 5 km!

Tem 40 km de comprimento.

0

A Bacia do Lago Paranoá é o nome hidrográfico do território sob influência dos córregos, riachos e ribeirões que formam o espelho d’água. Ela delimita a área de preservação do Plano Piloto, incluído o horizonte de chapadas.

A Bacia do Lago Paranoá é demarcada por uma rodovia, a DF-001, mais importante e mais longa do quadradinho, tem 134 km. É o anel viário de Brasília. Também chamada de Estrada Parque Contorno. Percorre toda a cumeeira do divisor de águas que forma a Bacia do Lago Paranoá. Passa pelo Lago Oeste, Taguatinga, Samambaia, Santa Maria, Brazlândia, Lago Sul, Paranoá, Gama.

O lago tem três ilhas: do Paranoá, dos Clubes e do Retiro. Durante muitos anos, até o começo da década 1990, era possível chegar à Ilha do Paranoá de carro e a pé. A profundidade das águas era de apenas 40 cm. As festas incomodavam moradores do Setor de Mansões do Lago Norte. Para impedir o acesso à ilha, o GDF aprofundou o canal que separava a ilha da cidade e acabou com a alegria, como de hábito.

Lucio Costa imaginou um lago para todos os brasilienses. É de poucos. E, pela vontade do atual governo, continuará sendo.

* Este texto representa as opiniões e ideias do autor.

Últimas notícias