Realeza: princesa Eeuphelma Choden Wangchuck, do Butão, se casa com piloto

A cerimônia ocorreu na última quinta-feira (29/10), no palácio Dechencholing, em Timbu, capital do país asiático

atualizado 30/10/2020 19:03

princesa Eeuphelma Choden Wangchuck e Dasho Thinlay Norbu @kingjigmekhesar/instagram/reprodução

O mês de outubro foi marcado por um casamento intimista no reino do Butão. Na última quinta-feira (29/10), a princesa Eeuphelma Choden Wangchuck, meia-irmã do rei Jigme Khesar, casou-se com o piloto Dasho Thinlay Norbu, no palácio Dechencholing, em Timbu, capital do país asiático.

O casal recebeu as bênçãos de Quarto Druk Gyalpo, pai da noiva, do líder religioso Je Khenpo e do rei. Ele anunciou as núpcias em sua conta no Instagram. Confira:

Ver essa foto no Instagram

29th October 2020 Her Royal Highness Princess Eeuphelma Choden Wangchuck married Dasho Thinlay Norbu in a Royal Wedding ceremony today. The Royal Wedding was held at Dechencholing Palace in Thimphu. The Royal Couple received the blessings of His Majesty The King, His Majesty the Fourth Druk Gyalpo and His Holiness the Je Khenpo. Her Royal Highness Princess Eeuphelma Choden Wangchuck was born in 1993 to His Majesty the Fourth Druk Gyalpo and Her Majesty Gyalyum Sangay Choden Wangchuck. Her Royal Highness graduated with a major in Sociology from Georgetown University in the United States in 2016. As President of the Bhutan Paralympic Committee, Her Royal Highness represents Bhutan internationally to take forward the participation of Bhutanese athletes with disabilities in various global sporting events. Dasho Thinlay Norbu was born to Yab Dhondup Gyaltshen and Yum Sonam Choki in 1992, and is the younger brother of Her Majesty The Gyaltsuen. After graduating from St. Stephen’s college in Delhi University, Dasho trained as a pilot and has been flying for the National Airline Drukair since 2019. The Royal Couple are both active DeSuups. #RoyalWedding #Princess #Bhutan

Uma publicação compartilhada por His Majesty King Jigme Khesar (@kingjigmekhesar) em


Na publicação, o monarca escreveu uma pequena biografia da princesa Eeuphelma: “Sua Alteza Real, a Princesa Eeuphelma Choden Wangchuck, nasceu em 1993, filha de sua majestade, o quarto Druk Gyalpo e sua majestade Gyalyum Sangay Choden Wangchuck. Sua alteza real formou-se com especialização em Sociologia pela Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos, em 2016. Como Presidente do Comitê Paraolímpico do Butão, sua alteza real representa o Butão internacionalmente para levar adiante a participação de atletas butaneses com deficiência em vários eventos esportivos globais.”

Do outro lado do mundo

O Butão é um reino budista localizado no extremo leste do Himalaia. Costuma ser lembrado pelos mosteiros, dzongs e montanhas. O país fica situado entre a Índia e a China, e tem aproximadamente 800 mil habitantes. A nação é governada pelo rei Jigme Khesar Namgyel Wangchuck, que defende a ideia de que a felicidade é mais importante do que o PIB. Não à toa, o Butão é considerado um dos países mais felizes do mundo.

Cidade de Punakha, no Butão
Cidade de Punakha, no Butão

Curiosamente, o reino não só mede o nível de felicidade (FIB), mas tenta basear todas as decisões no impacto que elas teriam sobre a população. A mensuração é feita levando em consideração nove aspectos do cotidiano, que são o bem-estar psicológico, a saúde, o uso do tempo, a educação, a diversidade e resiliência cultural, a boa governança, a vitalidade comunitária, a diversidade e resiliência ecológica e o padrão de vida.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias