*
 
 

Blogueira de prestígio na capital, a advogada Rebeca Noag reúne funções. É coach, youtuber, instagrammer e empresária. Ela também carrega uma emocionante história de vida, marcada por sua luta com a fibromialgia.

Através de posts bem-humorados, vídeos e dicas, ela interage com seus seguidores e ajuda quem também enfrenta a fibromialgia.

Em conversa com o Metrópoles, Rebeca Noag contou sobre sua rotina e os incômodos causados pela síndrome. Para nos receber, ela escolheu um look florido com acessórios de borboletas, o símbolo oficial da fibromialgia.

Confira:

Start no mundo das redes sociais
Rebeca ingressou no Instagram em 2014 para compartilhar seus aprendizados com outras pessoas. Na ocasião, ela também criou o blog Sem Versões, voltado à moda, viagens, gastronomia e, principalmente, fibromialgia.

Hoje, a advogada dedica-se a postagens sobre a doença no Instagram, com o intuito de ajudar um número maior de pessoas. “Eu evito falar quando estou com dor ou estou triste, porque o que eu quero passar é força, positividade e empoderamento. Quero que eles se sintam capazes e lindos, mesmo com a presença da dor.”

O diagnóstico da fibromialgia
Aos 16 anos, Rebeca começou a sentir muitas dores pelo corpo, mas apenas aos 28 a brasiliense foi diagnosticada com a síndrome. Ela não tinha conhecimento da fibromialgia, o que a fez passar pela fase mais difícil: a não aceitação.

Rebeca lembra que o momento mais “punk” foi quando descobriu que não existe cura para a doença. Isso desencadeou pensamentos de apatia pela vida. “É muito difícil viver com dores pelo corpo 24 horas por dia”, desabafa.

Entendendo a fibromialgia 
O ano de 2013 foi de autoconhecimento e busca de melhor qualidade de vida. A blogueira passou a entender o que lhe causava mais dor e o que a relaxava mais. Ou seja, Rebeca começou a aceitar a doença e a controlar as dores, na medida do possível.

Em 2015, a advogada submeteu-se a 60 sessões do tratamento de oxigenoterapia. “Foi um divisor de águas na minha vida”, conta. Hoje, ela confirma que ainda enfrenta sintomas incômodos – como pesadelos, alteração de humor, pernas inquietas, síndrome do intestino irritável –, mas consegue se manter bem e sem muitas crises, com oração, meditação e alimentação regrada.

Como Rebeca lida com a rotina corrida?
Uma das melhores características da coach é a administração do tempo. Todo os domingos são destinados ao planejamento da semana toda. Ela trabalha nas redes sociais nas segundas-feiras e atende clientes nas sextas. As quartas-feiras são voltadas ao atendimento no sindicato, e o fim de semana é tempo para a família.

Múltiplos propósitos de vida
Rebeca vem descobrindo seu propósito de vida no dia a dia, através dos pequenos momentos, das causas da advocacia e das trocas com os seguidores. “Sempre que recebo uma mensagem falando do impacto positivo que causei na vida de alguém, isso me renova.”

Para a advogada, a vida é como uma roda gigante: uma hora, a pessoa está em baixo, no fundo do poço, mas deve saber que tudo passa. Ela explica que o momento ruim vem para deixar uma lição. Mas a fase boa também traz ensinamentos. “Temos que curtir a fase boa com humildade e amor ao próximo”, conclui.



 


instagramsociedadeblogblogueirafibromialgiarebeca noag