ACM Neto leva Bienal para Salvador: “Aqui é proibido censurar”

O prefeito da cidade deu uma resposta a Marcelo Crivella, que determinou a retirada de publicações com "conteúdo impróprio" do evento

Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilFábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

atualizado 10/09/2019 10:35

O prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto (ACM Neto) já tenta faturar sobre as tentativas de censura da Bienal do Livro por parte do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB). O político determinou a retirada de exemplares da HQ Vingadores: A Cruzada das Crianças em que mostra dois homens se beijando e enviou funcionários da prefeitura para recolher publicações com “conteúdo impróprio”.

ACM Neto usou as redes sociais para anunciar que a edição 2020 do maior evento literário do país será em Salvador e avisou: “Somos a cidade da diversidade. Aqui é proibido censurar”.

SOBRE O AUTOR
Luciana Lima

Jornalista formada pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), atua em redações de jornal, rádio, TV e internet desde 1998. Como repórter, trabalha na política nacional, em Brasília, atuando na cobertura das últimas campanhas eleitorais e reportando os fatos políticos e bastidores do Congresso e do Planalto. Também acompanhou acontecimentos internacionais de relevância, como a expansão da política externa brasileira na África e Oriente, o terremoto ocorrido no Haiti em 2010 e visitas presidenciais à Europa e à América Latina.

Últimas notícias