Censura na Bienal: prefeitura usou fake news contra decisão do STF

No pedido, o procurador-geral do Rio, Marcelo Silva Moreira Marques cita o livro As Gêmeas Marotas para justificar recolhimento de obras

ReproduçãoReprodução

atualizado 09/09/2019 9:43

Ao pedir esclarecimentos sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que proibiu a censura na Bienal do Livro, no Rio de Janeiro, a prefeitura usou fake news para embasar os embargos. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

No pedido, o procurador-geral do Rio, Marcelo Silva Moreira Marques, e o subprocurador-geral, Paulo Maurício Fernandes Rocha, citam o livro As Gêmeas Marotas para justificar a censura. No entanto, a organização da Bienal informou que a obra não foi vendida durante o evento.

O livro As Gêmeas Marotas, que mostra as duas personagens praticando atos sexuais, foi publicado na década de 1970 e relançado em Portugal, em 2012. É uma paródia de uma das obra do autor holandês Dick Bruna, feita para adultos.

Reprodução

As imagens do livro, no entanto, já apareceram em sites de checagem de fake news.

Entenda
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, derrubou nesse domingo (08/09/2019) a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro para recolher os livros com temática LGBT. O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), pediu que as obras fossem apreendidas durante a Bienal do Rio de Janeiro.

O ministro atendeu a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que, mais cedo, solicitou a suspensão da decisão judicial que permitiu a apreensão de obras que sejam de temas LGBTs na Bienal do Livro no Rio de Janeiro.

O pedido, encaminhado ao presidente do Supremo Tribunal Federal, segundo informou a chefe do MPF, visava “impedir a censura ao livre trânsito de ideias, à livre manifestação artística e à liberdade de expressão no país”.

Na última quinta-feira (05/09/2019), o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, determinou o recolhimento de exemplares do romance gráfico Vingadores, a cruzada das crianças, que tem a imagem de um beijo entre dois personagens masculinos.

Últimas notícias