Bolsonaro: “Michelle cortou meu pão com leite condensado e cerveja”

Durante almoço com jornalistas, ele confessou que não gosta de morar do Palácio da Alvorada, uma residência, diz ele, que não é agradável

Agência BrasilAgência Brasil

atualizado 31/08/2019 16:46

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) confessou, neste sábado (31/08/2019), que a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, tem controlado sua alimentação devido ao peso adquirido desde que assumiu a Presidência da República. Durante almoço no Quartel General do Exército, em Brasília, para o qual convidou jornalistas, ele contou, em momento descontraído, que a maior dificuldade que enfrenta é controlar a quantidade de cerveja, que é limitada por conta da religião de Michelle, evangélica. Apesar do veto, ele admitiu beber uma “latinha” na ausência da esposa.

“Michelle não deixa mais eu comer pão com leite condensado. Cerveja, a minha cota é uma latinha por mês. Eu sou fraco e minha esposa é evangélica. Mas quando ela sai, eu tomo uma latinha”, assumiu.

Palácio desagradável
No encontro com a imprensa, o presidente admitiu que não gosta do Palácio da Alvorada, devido à extensão da residência. “O Alvorada não é agradável, é tudo muito grande. Eu prefiro qualquer coisa do que estar la, até ficar conversando com vocês [jornalistas]”, brincou.

“Aquela piscina lá eu só usei umas quatro vezes, para nadar de costas, que é o que posso depois da facada. Inclusive estou engordando na Presidência”, contou.

O presidente Jair Bolsonaro chamou jornalistas que acompanhavam sua agenda neste sábado para um almoço num bloco administrativo do QG do Exército. Bem-humorado, ele sentou com a imprensa e, apesar de ter alertado que não falaria sobre política, não se negou a tocar no assunto durante a conversa de quase uma hora.

Últimas notícias