Ao listar avanços do governo, Bolsonaro repete ao menos sete pontos

Presidente publicou lista de 55 avanços do atual governo, mas citou mais de uma vez as mesmas ações além de projetos em curso

atualizado 02/09/2019 12:02

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) listou, durante o fim de semana, o que considera 55 avanços do atual governo durante os primeiros oito meses deste ano. Contudo, a lista repete ao menos sete itens e apresenta ações ainda não concluídas, além de citar pontos que nada tem a ver com o mandato presidencial, como vídeos de youtubers e pedidos de colaboração de eleitores.

A listagem, publicada no site oficial da família Bolsonaro, foi compartilhada nas redes sociais do chefe do Executivo na manhã de domingo (01/09/2019). O link aparece na página do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), que também compartilhou “alguns grandes feitos do governo Bolsonaro em menos de um ano”.

Repetições
Entre os pontos citados por Bolsonaro, ao menos sete que falam do mesmo assunto, ou seja, que se repetem. Entre eles estão a redução da criminalidade; criação do 13º para o Bolsa Família; redução de 29 para 22 ministérios; extinção de 21 mil cargos e comissões do governo; aprovação da MP da Liberdade Econômica; criação da MP do pente-fino do INSS; e o acordo Mercosul-União Europeia. (Veja lista abaixo)

Há ainda menções genéricas que não foram contabilizadas pela reportagem. O ponto 6, por exemplo, fala das reformas aprovadas como avanços do governo Bolsonaro. Em seguida, a lista cita, separadamente, as reformas administrativa, previdenciária e a MP da Liberdade Econômica, vista nos bastidores como uma minirreforma trabalhista.

Pedido de colaboração
O avanço número 35, por exemplo, é um pedido para que os leitores colaborem com a página enviando sugestões de avanços do governo Bolsonaro. “Obviamente existem mais fatos positivos concretos. Caso se lembre, mande para o nosso e-mail para que possamos sempre somar”, diz o texto.

reprodução

Ações não concluídas
O presidente lista ações que pretende realizar, como a abertura da chamada caixa-preta do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) – promessa que faz desde a campanha eleitoral. Até o momento, foram revelados os nomes de empresas e empresários que compraram aviões com crédito subsidiado. O pacote anticrime, do ministro Sergio Moro, e a pretensão em reduzir impostos de produtos importados, como smartphones e tablets, também são mencionados. Ambos dependem de aval do Congresso.

Vídeos de youtubers
O primeiro e o terceiro itens da lista de avanços do governo são descrições de dois vídeos de youtubers bolsonaristas. O texto cita os canais “Te Atualizei”, que fez um resumo semanal dos “feitos do governo Bolsonaro”, e “Bernardo Kuster”, que opina sobre a participação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, ao tentar quebrar o “histórico domínio de imbecilizarão da população”.

Veja os temas repetidos:

Redução da criminalidade

  • 15 –  Mesmo sendo travado por outros setores do poder público, em seu governo, os índices de criminalidade e morte de policiais vem caindo significativamente;
  • 41 – Nos primeiros 4 meses do governo Bolsonaro os homicídios caíram 21,2% em relação ao mesmo período de 2018. (fonte: Sinesp).

Bolsa Família

  • 29 –  Implementou o décimo terceiro salário para o bolsa-família;
  • 51 – Governo Bolsonaro criou o 13º do Bolsa Família, um adicional de R$ 2,6 bilhões para os mais necessitados, oriundos do combate às fraudes no programa, que já vale para este ano de 2019.

Reforma administrativa

  • 19 –  Redução de 29 para 22 ministérios;
  • 46 – Bolsonaro reduziu de 29 para 22 o número de ministérios de seu governo e indicou todos os ministros de forma independente, sem sindicalismo partidário.

Reforma administrativa II

  • 20 –  Decreto que extingue 21 mil cargos e comissões, o Ministério da Economia estima menos R$195 milhões em gastos anuais com o dinheiro público;
  • 51 – Em março deste ano, o Presidente Bolsonaro acabou com 21 mil cargos e funções do próprio governo, uma estimativa de R$ 195 milhões por ano de dinheiro público economizados. (decreto 9.725)

MP da Liberdade Econômica

  • 31 –  Criou a MP da liberdade econômica, possibilitando ao pequeno investidor menor fiscalização do estado, menos burocracia e gastos;
  • 52- A MP da Liberdade Econômica, que entre muitos avanços dispensa alvará de funcionamento para atividades de baixo risco como salão de beleza, escola de línguas, borracharias, barbearia, foi apresentada pelo Governo Bolsonaro, aprovada e agora virará lei.

Acordo ​Mercosul-União Europeia

  • 27 –  Expande acordos comerciais com a China, União Européia e EUA;
  • 55 – O Governo Bolsonaro também conseguiu alcançar o histórico acordo de livre comércio Mercosul-União Europeia, após 20 anos de negociações, o que representará um grande aumento da nossa produtividade e elevará o PIB brasileiro em US$ 87,5 a 125 bilhões de dólares em 15 anos.

MP do pente-fino do INSS

  • 4 –  Aprovou a MP do pente-fino do INSS, que identifica irregularidades no setor, podendo gerar economia de R$10 bilhões por ano ao país;
  • 40 – Bolsonaro apresentou MP que torna política de estado a antecipação anual do 13º dos aposentados e pensionistas do INSS, colocando fim no uso político do benefício. Antes, a antecipação dependia da vontade dos presidentes, deixando os beneficiários em aflição.

Veja a lista completa aqui.

Últimas notícias