Solange Couto rebate críticas por ter recebido vacina contra Covid-19

A atriz, que mora no Retiro dos Artistas, foi imunizada. Fãs afirmaram que ela "furou fila"

atualizado 21/01/2021 16:53

instagram/reprodução

A atriz Solange Couto, que atualmente reside no Retiro dos Artistas, usou as redes sociais para responder às críticas que tem recebido por ter tomado a vacina contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Com 64 anos, a artista está sendo acusada de burlar as regras.

“Sou residente do retiro desde 23 de outubro, por causa da minha mãe, do meu trabalho e porque eu tenho direito. A razão de eu ter tomado a vacina é porque eu tenho 64 anos, sou cardiopata e por estar residente fixa no Retiro dos Artistas, que é uma instituição residencial para idosos. Por isso eu tenho direito de tomar a vacina. Não tomei a vacina pagando, nem passando a frente de ninguém e não desrespeitei nenhuma lei ou norma. Fui vacinada pelos profissionais de saúde sanitária e não por profissionais do Retiro dos Artistas”, esclareceu Solange Couto.

“Não sou da área de saúde. Não tomei a vacina por ser famosa nem por ser rica. Tomei a vacina por direito, por ser residente do Retiro dos Artistas. Às pessoas que julgam e que falam o que não sabem e o que não devem: lamento muito por você que tem a língua maior que o corpo”, concluiu.

Vacinas

Os moradores e funcionários do Retiro dos Artistas foram vacinados contra a Covid-19 na tarde desta quarta-feira (20/01), em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio. O abrigo é uma das instituições responsáveis pelo acolhimento de idosos na cidade carioca e tem prioridade na primeira fase da campanha de imunização.

Apesar de não ser moradora no local, a atriz Zezé Motta, de 76 anos, vice-presidente da instituição, foi uma das 57 pessoas vacinadas. Ela comemorou a oportunidade nas redes sociais. “Alívio, esperança e gratidão”, escreveu.

A atriz perdeu três pessoas da família para o coronavírus, incluindo sua mãe. “O ano 2020 foi o mais difícil da minha existência. Como já contei em algumas entrevistas, em maio deste ano perdi minha mãezinha, sem poder me despedir dela. Perdi um primo e um sobrinho. Quase perdi meu irmão também”, contou.

Últimas notícias