Padre Fábio de Melo lamenta morte de Paulo Gustavo: “Primeira vez que nos fez chorar”

Humorista morreu na noite desta quinta-feira (4/5), aos 42 anos

atualizado 04/05/2021 22:50

Paulo GustavoDivulgação

O padre Fábio de Melo usou as suas redes sociais para expressar seus sentimentos pela morte do humorista Paulo Gustavo, nesta terça-feira (4/5), aos 42 anos, vítima de Covid-19.

“Meu querido, foi a primeira vez que você nos fez chorar”, escreveu, em postagem no Instagram e Twitter.

Há quase dois meses, o comediante, um dos mais famosos do Brasil, lutava contra as complicações da doença causada pelo novo coronavírus.

Ele deixa o marido, Thales Bretas, e dois filhos, Romeu e Gael.

O quadro do ator e comediante se agravou repentinamente no domingo (2/5), quando houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais. Ele sofreu embolia e lesões cerebrais. “Novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo no sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa. Infelizmente, a situação clínica atual é instável e de extrema gravidade”, informou o boletim médico divulgado pela assessoria.

Paulo Gustavo foi internado no dia 13 de março em um hospital no Rio de Janeiro. Oito dias depois, o humorista precisou ser intubado. No mesmo mês, a família comunicou que o quadro clínico do ator havia se agravado, motivo pelo qual foi necessário o tratamento de Oxigenação por Membrana Extracorpórea (Ecmo). Os boletins médicos das semanas seguintes apontaram uma evolução no quadro de Paulo, que chegou a passar uma semana sem complicações – período em que interagiu com o marido.

Últimas notícias