Família quer anular testamento de Tom Veiga, o Louro José

No documento, o ator deixou 50% para a ex-mulher e a outra metade para os quatro filhos

atualizado 02/04/2021 11:00

Tom VeigaReprodução

Cinco meses após a morte de Tom Veiga, o intérprete do personagem Louro José, uma disputa judicial está em curso por conta do testamento do ator. Segundo informações do jornal Extra, ele deixou 50% dos bens para a ex-mulher, Cybelle Hermínio, e a outra metade para os quatro filhos. Porém, a família dele quer anular o testamento.

Tom e Cybele ficaram casados por sete meses. Eles começaram a namorar em fevereiro 2019. Em maio, o ator fez exames e descobriu alguns problemas de saúde, por isso, optou por fazer um testamento. “Ninguém levou muita fé e disse que era uma bobagem isso. Só soubemos que realmente ele havia lavrado o documento no dia de seu velório”, revelou um amigo do ator, sob anonimato, ao Extra.

0

Tom e Cybele se divorciaram após sete meses de casamento, em outubro de 2020. Porém, um mês antes, ele e a então esposa trocaram o documento de união estável por uma certidão de casamento, com regime de separação total de bens. O movimento intrigou os familiares do ator.

Tom Veiga morreu em 1º de novembro de 2020.

Últimas notícias