Wajngarten deixa a Secom. Almirante Rocha assume o cargo interinamente

A troca de Wajngarten pelo almirante já era planejada e foi oficializada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (11/3)

atualizado 11/03/2021 9:04

Fabio Wajngarten, chefe da Secom de BolsonaroMichael Melo/Metrópoles

O Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (11/3) traz a exoneração do secretário especial de Comunicação Social, Fabio Wajngarten (foto em destaque). A medida é assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria. O almirante Flávio Augusto Viana Rocha assume o cargo, interinamente, no lugar de Wajngarten.

A troca de Wajngarten pelo almirante já era planejada, conforme mostrou a Coluna Grande Angular, no fim de fevereiro. Flávio Augusto Viana Rocha é diretamente subordinado ao gabinete de Fábio Faria.

Apesar de não dispor do status de ministro, a chefia da Secom é considerada muito relevante, porque faz a interface entre o governo federal e os veículos de comunicação. O almirante Rocha, que hoje é secretário especial de Assuntos Estratégicos, vai acumular os dois cargos.

Nas últimas semanas, Rocha estreitou a relação com o ministro Fábio Faria. Os dois estiveram juntos em missão à Europa e à Ásia para conhecer empresas interessadas em participar do leilão da tecnologia 5G no Brasil.

Flávio Augusto Viana Rocha assume interinamente a Secom

Flávio Rocha é um nome próximo a Jair Bolsonaro, assim como Fabio Wajngarten, que tem trânsito livre na família do mandatário do país. Sempre foi um dos mais aguerridos escudeiros do chefe do Executivo nacional.

Últimas notícias