Vaquinha já arrecadou R$ 100 mil para homem que ajudou idosa no Rio

A meta para conseguir uma casa para Capoeira eram de R$ 40 mil mas, um dia após a criação, já chegou aos R$ 106.485

Cristina Serra/Metrópoles

atualizado 11/04/2019 19:53

Após 12h de lançamento, a vaquinha online criada para comprar uma casa para Varlei Rocha Alves, de 50 anos, o Capoeira, atingiu a meta do valor pretendido para que o guardador de carros de Copacabana, Zona Sul do Rio, compre uma casa.

O rapaz ficou conhecido após ajudar a senhora de 86 anos, Anuzia Corrêa, a atravessar a rua sem pisar nas poças de água causadas pelo temporal que atingiu a cidade do Rio de Janeiro na última segunda-feira (8/4).

A meta de arrecadação da vaquinha eram R$ 40 mil, mas, até o momento da matéria, já chegou aos R$ 106.485 mil.

Reprodução/ Vakinha

Polêmica
O vídeo foi alvo de várias críticas. Pelas redes sociais, pessoas disseram que Anuza não agradeceu da “forma que deveria”.

Ao Metrópoles, Varlei disse que a mulher agradeceu sim e “deu umas moedinhas”. “Ela deu de coração”, disse o guardador de carros de 50 anos – há 20 trabalhando na Rua Viveiros de Castro, em Copacabana.

0

Capoeira já era bastante conhecido pelos moradores de classe média da rua, mas agora adquiriu o status de uma celebridade local desde que o vídeo viralizou. “Tu não sabe o quanto tá rolando esse vídeo”, disse Hiago Maia, que cresceu vendo Capoeira trabalhar nesse trecho do bairro. “Parabéns, continue fazendo o bem”, disse uma moça que passava, enquanto o guardador dava entrevista para o Metrópoles. “Vai ficar rico, hein?”, disse outro.

Capoeira não viu o vídeo, não sabe quem filmou e não entende o motivo de tanta polêmica nas redes. Mas está feliz com a repercussão do seu gesto: “É maravilhoso ver as pessoas reconhecendo a bondade”.

Ele conta que, no dia seguinte ao temporal, a senhora o procurou na rua para entregar-lhe uma quantia maior, mas ele não aceitou. “Eu só queria ajudar mesmo. Nem sei quantos eu ajudei a atravessar e nem todos pagaram. Mas todos agradeceram. Um agradecimento também vale muita coisa”, disse Capoeira.

Últimas notícias