“Tira essa merda daí”, disse motorista antes de matar jovem atropelado

Fernando Zambori, de 21 anos, foi socorrido por bombeiros civis de casa noturna, em SP, mas morreu no local. Polícia busca o atropelador

atualizado 14/08/2022 15:04

Câmeras de segurança registraram o atropelamento do jovem Fernando Zambori Reprodução

Autoridades policiais buscam o atropelador do assistente administrativo Fernando Palominio Zambori, de 21 anos. O jovem morreu após ser atingido por uma Lande Rover na saída do estacionamento de casa noturna na Vila Olímpia, na Zona sul de São Paulo.

Informações iniciais indicam que tudo aconteceu depois de uma discussão na saída do estacionamento do Vitrinni Lounge Beer, na rua Quatá, no Itaim Bibi. O crime ocorreu na madrugada desse sábado (13/8). A Folha de São Paulo divulgaram as informações.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

Segundo boletim de ocorrência, um amigo da vítima contou que estava na saída do estacionamento quando ouviu do atropelador “tira essa merda daí”. A vítima estava com outras pessoas em um carro, quando desembarcou do veículo para conversar com o motorista da Land Rover, que estava logo atrás e ofendia os amigos e ele.

Nesse momento, de acordo com a polícia, o condutor acelerou, atingiu Fernando e fugiu do estacionamento sem prestar socorro. O jovem chegou a ser atendido por bombeiros civis da casa noturna, mas morreu no local.

Testemunhas relataram que a Land Rover estava sem placa. O primo de Fernando, o empresário Caio Zambori, de 29 anos, contou que a vítima já tinha ido outras vezes à casa noturna e estava no local com os amigos. “Alguns estavam pagando a comanda e nem viram o que aconteceu”, conta  à reportagem.

Após análises de imagens de câmeras de segurança, policiais civis identificaram o condutor do carro como Gustavo dos Santos Soares, de 28 anos. Ele foi reconhecido por testemunhas como o autor do crime, segundo a polícia.

A Justiça decretou a prisão temporária de Soares por 30 dias. De acordo com a polícia, ele já respondeu por furto e também foi detido pelo Denarc (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico).

Foram feitas buscas em endereços do suspeito nesse sábado (13), mas ele não foi encontrado.

Procurado, o Vitrinni Lounge Beer não havia se pronunciado até a publicação desta reportagem.

Mais lidas
Últimas notícias