Tijuca critica falta de urbanização das cidades e cria Rio ideal

Tema da Vila Isabel, a capital federal foi usada para retratar a arquitetura no Brasil, das ocas indígenas à construção da cidade

atualizado 25/02/2020 8:22

Gilson Borba/NurPhoto via Getty Images

O Rio de Janeiro sediará o congresso mundial de arquitetura em junho. No rebote do evento, a Unidos da Tijuca construiu um enredo em que o Rio é transformado na cidade ideal.

O carnavalesco Paulo Barros trouxe uma cidade urbanizada e voltada para o bem-estar da população. O enredo foi batizado de “Onde nascem os sonhos”.

Brasília voltou à avenida. Tema da Vila Isabel, a capital federal foi usada para retratar a arquitetura no Brasil, das ocas indígenas à construção da cidade, obra do maior arquiteto brasileiro, Oscar Niemeyer.

A Unidos da Tijuca abriu o desfile com a capacidade do homem de criar abrigos – templos, pirâmides, castelos – para diferentes atividades.

A crítica, segundo o carnavalesco Marcus Paulo, fica pela falta de planejamento e de urbanização causadas pelo crescimento desordenado e que traz desequilíbrio ecológico, climático e social.

Últimas notícias