TCU investiga indícios de interferência de Bolsonaro na Petrobras

No último dia 6 de março, Bolsonaro indicou Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, para comandar Conselho de Administração da Petrobras

atualizado 14/03/2022 14:31

O presidente Bolsonaro em cerimônia no Planalto. Ele leva a mão ao rosto e olha para frente, usando terno - MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu investigação para apurar uma “possível ingerência indevida” do governo Bolsonaro na Petrobras, bem como “garantir a independência da empresa em face de potenciais atos irregulares”. O relator responsável pelo processo é o ministro Augusto Nardes, que acompanhou Bolsonaro no lançamento do projeto Pró-Águas Urucuia, em 7 de setembro do ano passado.

O Tribunal analisará evidências de que o chefe do executivo tem tentado interferir na política de preços da petrolífera. Um dos episódios recentes de uma possível interferência de Bolsonaro foi a indicação de seu amigo e aliado Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, para comandar o conselho de administração da Petrobras

Confira a representação na íntegra:

Após passar dias criticando a Petrobras por causa do reajuste no preço dos combustíveis, Jair Bolsonaro (PL) afirmou, na noite de sábado (12/3), em participação por videoconferência do Congresso Brasil Profundo, que a gasolina brasileira é uma das mais baratas do mundo.

“Os problemas que temos no momento: temos inflação sim, aumento dos combustíveis, mas isso acontece no mundo todo. Estamos dando o melhor de nós. Quem pesquisa e vê sabe que uma das gasolinas mais baratas do mundo é a nossa. Nós também estamos sofrendo, mas não tanto quanto os povos aí fora”, declarou Bolsonaro.

Ainda no último sábado, após evento de filiação em massa de deputados do PL, Bolsonaro disse que a empresa não pode trabalhar “exclusivamente visando lucro”.

“Lá atrás fizeram, no começo do governo Temer, essa política de paridade com o preço internacional. É coisa que ninguém entende, né? Estamos respeitando, se tiver que mudar isso aí, a Petrobras tem que apresentar uma proposta. Agora não pode, a Petrobras trabalhar exclusivamente visando lucro no mundo em crise, declarou.

Mais lidas
Últimas notícias