metropoles.com

“É a Petrobras Futebol Clube e o resto que se exploda”, diz Bolsonaro

Presidente da República fez diversas críticas contra a Petrobras após a estatal anunciar o reajuste nos preços dos combustíveis

atualizado

Compartilhar notícia

JP Rodrigues/Metrópoles
Jair Bolsonaro
1 de 1 Jair Bolsonaro - Foto: JP Rodrigues/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (PL) lamentou novamente, neste sábado (12/3), o reajuste dos combustíveis anunciado pela Petrobras e declarou que a empresa não tem sensibilidade com os brasileiros. O mandatário disse também que vai acionar o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, para notificar os postos de combustíveis que não reduzirem os valores nas bombas.

“Resumindo, ontem [11/3] a Petrobras aumentou em R$ 0,90. Lamento, podia ficar mais um dia. A Petrobras demonstra que não tem qualquer sensibilidade com a população, é Petrobras Futebol Clube e o resto que se exploda”, disparou Bolsonaro, durante passeio em Luziânia, em Goiás.

0

Segundo o chefe do Executivo federal, algum parlamentar, sabendo do anúncio do reajuste, teria pedido à estatal que aguardasse a votação do pacote dos combustíveis no Congresso Nacional, na quinta-feira (10/3). O que não aconteceu. No mesmo dia, a Petrobras anunciou o aumento de 18,8% na gasolina e de 24,9% no diesel nas refinarias, além de 16,1% no gás liquefeito de petróleo (GLP). O reajuste começou a valer na sexta-feira (11/3). 

Bolsonaro destacou que, se tivesse aguardado, “em vez de anunciar ontem R$ 0,90 o aumento do diesel, poderia ter anunciado R$ 0,30, com essa lei aprovada agora, sancionada, a partir de hoje menos R$ 0,60 o litro do diesel”. Segundo os cálculos do Ministério da Economia, o impacto será de R$ 0,33 por litro do diesel em relação ao PIS/Cofins e R$ 0,27 do ICMS. 

“Não chegou a ordem para baixar R$ 0,60. Deverá ser comunicado.  Vou entrar em contato com ministro de Minas e Energia e ver o que já foi feito para notificar pessoal que tem que baixar R$ 0,60 no preço do diesel. Equivale a uma parte do ICMS e todo imposto federal que zerei”, afirmou Bolsonaro, em frente a um posto de combustível, em Luziânia.

Neste sábado, a estatal afirmou que o reajuste de até 24,9% nos preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha vendidos às distribuidoras foi necessário para mitigar “riscos de desabastecimento”. A Petrobras declarou alegou ainda que o lucro da empresa registrado no ano passado, de R$ 106,6 bilhões, “pode parecer muito alto, mas não é”.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações