Suspeito de matar grávida a facadas mandou jovem abortar, diz mãe

Roberto de Brito, companheiro da vítima, tem um mandado de prisão em aberto contra ele, mas continua foragido

atualizado 21/01/2020 10:55

Reprodução

Novos relatos da família de Myriam Moraes Cruz, 21 anos, que foi morta a facadas pelo companheiro, em Manaus (AM), indicam que Roberto de Brito queria obrigar a jovem a abortar. A vítima estava grávida de 4 meses.

De acordo com a mãe de Myriam, Francimara Moraes, a jovem queria ter o filho. “Era o primeiro dela, me disse: ‘Mãe, se ele não quiser, o problema é dele, mas o filho é meu, quem vai cuidar sou eu, quem vai ter sou eu'”, contou.

Roberto tem um mandado de prisão em aberto contra ele, mas continua foragido.

Leia a reportagem completa no Manaus Alerta, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias