SP assina termo de cooperação com o MP para combater o racismo

Governador Rodrigo Garcia oficializou nesta terça-feira (13/9) o apoio do estado do Projeto Cidades Antirracistas do Ministério Público

atualizado 13/09/2022 19:53

Governador Rodrigo Garcia oficializou nesta terça-feira (13/9) o apoio do Estado do Projeto Cidades Antirracistas do Ministério Público Fábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – O governador paulista Rodrigo Garcia (PSDB) assinou, na tarde desta terça-feira (13/9), no Palácio dos Bandeirantes, um termo de cooperação com o Ministério Público (MP) de São Paulo para combater o racismo.

Essa foi a primeira vez que o Governo de São Paulo assinou um documento de colaboração com o MP. “Hoje estamos chamando a atenção do tema fundamental de combate ao racismo, fazendo isso com articulação e com política pública. Um dia de celebrar um avanço do estado que não tolera intolerância”, disse o governador.

A assinatura formaliza o apoio do Estado e da Secretaria da Justiça e Cidadania ao Projeto Cidades Antirracistas do MP, que tem o objetivo de estimular que as prefeituras criem políticas públicas nessa área.

“Eu não tenho dúvida que esse convênio, esse acordo, entra também para o rol das conquistas civilizatórias de São Paulo”, afirmou Rodrigo Garcia.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Selo

O projeto do MP vai valorizar iniciativas como criar conselhos municipais da comunidade negra, coordenações na administração municipal e um Plano Municipal de Igualdade Racial.

O estado de São Paulo vai conceder um selo de reconhecimento para as cidades que consolidarem um conselho ativo e uma coordenação vinculada à gestão municipal. Segundo o governo, a previsão é certificar os primeiros municípios em novembro, na semana do Dia da Consciência Negra.

“Com a adesão do Governo de São Paulo, teremos um incremento muito grande e praticamente a certeza de que essa será uma política não só de cada município, mas uma política do estado”, disse o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mário Sarrubbo

“Vamos, sem sombra de dúvida, avançar muito nesse tema, que é um tema histórico, que já vem há muito tempo incomodando e prejudicando a igualdade e a democracia, não só no Brasil, mas também no Estado de São Paulo”, complementou Sarrubo.

Cidade piloto

O MPSP implementou em fevereiro de maneira piloto o Projeto Cidades Antirracistas em Jacupiranga, no interior do estado. A partir desse trabalho, em 1/9 o município aprovou a lei nº 1.456 que instituiu a Política Municipal de Promoção da Igualdade Racial.

A legislação prevê a criação do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, um fundo com recursos e ações de assistência social, afirmativas e de reparação.

Mais lidas
Últimas notícias