Gordão do PCC transferido de cadeia: “Vai ficar gordinho”, diz Garcia

O traficante Anderson Lacerda foi levado da capital sob forte esquema de segurança para Penitenciária de Presidente Venceslau, no interior

atualizado 09/09/2022 14:57

Dono de zoo em SP, traficante Gordão controlava império com 86 imóveis Divulgação

São Paulo – O traficante Anderson Lacerda, conhecido como Gordão, foi transferido, nessa quinta-feira (8/9), de um centro de detenção na capital de São Paulo para presídio de segurança máxima no interior do estado.

O integrante da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), considerado um dos nomes importantes do grupo, saiu às 9h56 do Centro de Detenção Provisória de Chácara Belém I e chegou às 15h40 na Penitenciária II de Presidente Venceslau.

Rodrigo Garcia, governador de São Paulo, falou nesta sexta-feira (9/9) sobre a transferência de Gordão e de outros líderes do PCC durante evento para entrega de armas, drones e viaturas para a Polícia Civil, Técnico Científica e Corpo de Bombeiros.

“Conseguimos agora concluir ontem a transferência desse último traficante que foi preso pela polícia de São Paulo. Conhecido como Gordão e vai ficar gordinho dentro do sistema penitenciário. Porque aqui quem tem que ser glamourizado é a polícia e não o crime”, disse Garcia.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

Forte esquema de segurança

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), a transferência foi realizada via terrestre “sob forte esquema de segurança”.

Gordão é um dos traficantes mais procurados do Brasil, integrante da liderança de facção criminosa PCC e estava na lista de procurados da Interpol há dois anos.

Penitenciária de segurança máxima

Além de Gordão, Adilson Tavares de Lyra Cavalcante, conhecido como Buldoguinho ou Buldog, também foi encaminhado nessa quinta-feira (8/9) para o mesmo presídio de segurança máxima.

Buldog chegou às 15h40 na mesma Penitenciária II de Presidente Venceslau, no interior do estado. Apontado como um dos líderes importantes do PCC, o criminoso estava no CDP de Itapecerica da Serra, na região metropolitana de São Paulo.

Mais lidas
Últimas notícias