Situação e oposição lamentam tragédia no Ninho do Urubu

O incêndio que deixou 10 mortos e 3 feridos no centro de treinamento do Flamengo provocou reação nas mais variadas correntes partidárias

Filipe Cardoso/Especial para o MetrópolesFilipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

atualizado 08/02/2019 13:18

O mundo político demonstrou consternação na manhã desta sexta-feira (8/1) com o incêndio ocorrido no centro de treinamento do Flamengo que, até o momento, deixou 10 mortos e quatro feridos, sendo um deles em estado gravíssimo.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, publicou em suas redes sociais uma mensagem lamentando a tragédia e se solidarizando com os familiares das vítimas. Para o governador, todo país está triste com o perda de vidas jovens em decorrência do incêndio ocorrido em Vargem Grande, zona oeste do Rio de Janeiro.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse que recebeu com “profunda tristeza” a notícia da tragédia. Ele defendeu “celeridade na apuração das causas para que sejam cobradas as devidas responsabilidades”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também prestou solidariedade às famílias. “Minha solidariedade às vítimas e familiares desse incêndio no centro de treinamento do Flamengo na manhã de hoje. É muito triste ver os sonhos de pessoas tão jovens serem interrompidos de forma tão trágica”, destacou o deputado.

O deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ) também lamentou a tragédia.

“Que tristeza! Ainda sob o impacto das vidas tiradas pela chuva no Rio, acordamos com a terrível notícia das mortes de 10 jovens atletas, entre 14 e 17 anos, num incêndio no Ninho do Urubu, Centro de Treinamento do Flamengo. Meus sentimentos às famílias!”, postou o político.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann (Pt-PR) também usou as redes sociais para se solidarizar com as famílias dos adolescentes mortos. “Muito triste pela morte dos adolescentes no incêndio do CT do Flamengo. Cada um daqueles meninos carregava uma história de esperança numa vida melhor. Toda solidariedade às famílias”, postou a deputada federal.

A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), também lamentou a tragédia. “O Brasil amanhece em choque com essa tragédia que atinge não só o futebol, mas a sociedade brasileira. Nesse momento de dor, prestamos nossa solidariedade às famílias das vítimas e desejamos pronta recuperação aos feridos”, postou.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que é flamenguista, também usou sua conta no Twitter para se solidarizar com as famílias das vítimas.

“Meu coração rubro-negro acordou de luto! Hoje, incêndio no Ninho do Urubu, CT do @Flamengo ,deixou 10 mortos e 3 feridos. Toda minha solidariedade aos familiares que perderam seus entes queridos,e uma pronta recuperação aos feridos!Que Deus conforte o coração de cada um de vocês!”, postou o senador.

O ex-deputado Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, usou a rede social para se solidarizar com as famílias das vítimas. “Bom dia. Que Deus conforte as famílias das vítimas do incêndio no centro de treinamento do Flamengo. Minha solidariedade a essas famílias”, disse o político.

O recém-eleito deputado federal Alexandre Frota (PSL) postou uma foto com o escudo do time e se disse “solidário ao Flamengo”

O deputado federal Marcelo Freixo (Psol-RJ) se disse “profundamente triste com a tragédia no Ninho do Urubu, que tirou as vidas de 10 garotos de forma tão brutal”.

Ao se solidarizar com as famílias, o deputado lembrou a “origem humilde” dos meninos que aspiravam ser jogadores de futebol do time. “Meninos de origem humilde, que vieram de outras cidades p/ construir sonhos, melhorar suas vidas e ajudar suas famílias. Toda nossa solidariedade aos familiares e amigos”, destacou.

O senador Alvaro Dias (Pode-PR) também se solidarizou com as famílias das vítimas e com a nação fluminense. “Mais uma tragédia nos abala nesse início de ano. Os meus pêsames e solidariedade aos familiares, amigos e à imensa Nação Flamenguista!”, destacou o senador.

O filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e vereador pelo Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), disse que acompanha o pai no hospital, em São Paulo, onde ficaram sabendo da tragédia no Flamengo.

“Estou acompanhando a recuperação do meu pai no hospital e soubemos do incêndio ocorrido no CT do Flamengo. Que Deus abrace os familiares dos meninos jogadores vitimados!”, lamentou.

Últimas notícias