Saúde contratará médicos para conter Covid-19 em áreas indígenas

Cada distrito indígena terá um médico, dois enfermeiros e quatro técnicos de enfermagem por equipe durante três meses

atualizado 14/04/2020 11:16

Igo Estrela/Metrópoles

O Ministério da Saúde contratará equipes de resposta rápida para atendimento de casos suspeitos e tratamento de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, em distritos indígenas.

As contratações serão válidas por três meses, com possibilidade de prorrogação, considerando o estado de emergência de saúde pública.

Cada distrito indígena terá um médico, dois enfermeiros e quatro técnicos de enfermagem por equipe.

A portaria com a determinação foi publicada nesta terça-feira (14/04) no Diário Oficial da União (DOU).

Os processos seletivos serão pelas entidades conveniadas do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena.

“Os profissionais selecionados deverão ter dedicação exclusiva para a saúde indígena, em função do caráter específico da atividade”, determina a portaria.

Os integrantes das Equipes de resposta rápida deverão permanecer em isolamento domiciliar, na cidade sede do respectivo distrito indígena, a fim de estarem preparados para entrarem imediatamente em caso de necessidade.

Ao menos três indígenas morreram vítimas da Covid-19 — dois casos ocorreram no Amazonas e um em Roraima. Um adolescente de 15 anos foi o primeiro óbito registrado.

Caberá à equipe de resposta rápida:

  • Realizar, prioritariamente, ações relacionadas ao enfrentamento da pandemia de Covid-19;
  • Seguir o fluxo de notificação da Covid-19 recomendado pelo Ministério da Saúde;
  • Elaborar relatório técnico com os registros diários das ações realizadas nas aldeias indígenas;
  • Apresentar os relatórios técnicos à Divisão de Atenção à Saúde Indígena e ao Coordenador Distrital de Saúde Indígena;
  • Apresentar os formulários necessários para inserção dos dados no Sistema de Informação da Atenção à Saúde Indígena (SIASI);
  • Realizar, em caso de necessidade excepcional, outras ações programáticas de atenção primária durante o período em que estiver em área indígena realizando ações de enfrentamento da Covid-19.

Últimas notícias