Anvisa votará liberação de mais 4,8 milhões de doses da Coronovac nesta sexta-feira

A reunião está marcada para as 15h. O pedido de uso emergencial foi submetido pelo Instituto Butantan na última segunda (18/1)

atualizado 21/01/2021 20:51

LEANDRO FERREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou que irá se reunir, nesta sexta-feira (22/1), com a Diretoria Colegiada para avaliar o segundo pedido de uso emergencial da vacina Coronavac feito pelo Instituto Butantan. A análise definirá a liberação ou não de mais 4,8 milhões de doses.

A reunião está marcada para as 15h e, segundo a agência, ocorre após o pedido ter sido submetido pelo instituto, na última segunda-feira (18/1).

Trata-se de um documento que inicialmente continha 206 páginas e que, posteriormente, foi atualizado com mais de 727 páginas. O encontro será transmitido pelos canais digitais da Anvisa.

0
Novo pedido

No início da semana, o Butantan pediu outra autorização para uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da Coronavac. No domingo (17/1), a vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac recebeu o aval da agência para aplicação de 6 milhões de doses importadas.

Segundo o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, a nova solicitação foi feita apenas nesta segunda porque a agência reguladora pediu que o Butantan aguardasse a conclusão do primeiro processo.

“A Anvisa nos solicitou que terminássemos o primeiro processo e, na sequência, aplicássemos o segundo, exatamente por que a documentação é muito similar”.

Se for concedida, a nova autorização valerá para toda a produção feita pelo Butantan. “Poderemos chegar aí à produção adicional de 35 milhões, já descontando essas 4 milhões. E, eventualmente, no acréscimo que inclusive já foi mencionado ao Ministério de 56 milhões de doses adicionais.

Assim que receber o aval e forem produzidas, essas doses serão direcionadas a todos os estados do país.

 

Últimas notícias