Rolou na 6ª: Bolsonaro derruba multa de FGTS e Guajajara é morto

O presidente ainda garantiu, nesta sexta, a recondução de Sérgio Camargo à presidência da Fundação Palmares

JP Rodrigues/Metrópoles

atualizado 13/12/2019 21:08

Nesta sexta-feira (13/12/2019), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou uma medida que extingue a multa de 10% do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) paga pelas empresas em casos de demissões sem justa causa. A iniciativa foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), na última quinta-feira (12/12/2019).

A extinção da multa foi incluída na Medida Provisória (MP) nº 889 – dos novos saques do FGTS – pelo Congresso.

Confira:

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) divulgou uma nota nesta sexta informando que o índio Dorivan, de 14 anos, do povo Guajajara da Terra Indígena Araribóia, foi encontrado morto e esquartejado na cidade de Amarante, no Maranhão.

Ao Metrópoles, Auro Guajajara, uma das lideranças dos Guardiões da Floresta – grupo responsável pela proteção de terras indígenas contra invasões de grileiros, confirmou a morte de Dorivan.

Veja:

Também foi notícia:

 

Últimas notícias