FGTS: entenda o saque extra de até R$ 998 em 10 pontos

Dinheiro começa a ser liberado a partir da próxima sexta-feira (20/12/2019), segundo a Caixa Econômica

FLÁVIO TAVARES/HOJE EM DIA/ESTADÃO CONTEÚDOFLÁVIO TAVARES/HOJE EM DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 13/12/2019 11:03

Aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a Medida Provisória (MP) nº 889 aumentou o valor do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Antes a quantia era de R$ 500. Agora, alguns trabalhadores poderão retirar até R$ 998.

Batizado de saque complementar, o dinheiro começa a ser liberado a partir da próxima sexta-feira (20/12/2019).

A Caixa Econômica Federal, que realiza o pagamento, estima que 10 milhões de pessoas serão beneficiadas com a nova modalidade. Ao todo, serão liberados R$ 2,6 bilhões.

O Metrópoles responde 10 dúvidas sobre o saque complementar do FGTS. Veja:

Quem pode sacar?
A regra básica é que o trabalhador tenha saldo em qualquer conta do FGTS, seja ativa ou inativa. O contribuinte deveria ter entre R$ 500 e R$ 998 no dia 24 de julho deste ano, data básica da Caixa.

E se eu tiver mais de R$ 998?
Os trabalhadores com mais de R$ 998 têm direito apenas a R$ 500 do saque imediato. O valor já começou a ser liberado e, na próxima quarta-feira (18/12/2019), a Caixa paga a última parcela. Será a vez dos nascidos em novembro e dezembro.

Quanto posso sacar?
Quem ainda não sacou nada do saque imediato, a partir de 20 de dezembro estará disponível todo o valor, ou seja, até R$ 998. Quem já retirou os R$ 500, pode pegar a diferença.

E se eu tiver duas contas?
A Caixa não olha o trabalhador, mas o número de contas. Assim, quem tem duas contas e ambas com menos de R$ 998, recebe o complemento.

Como faço para consultar o valor do meu FGTS?
Para saber os valores disponíveis para o saque, os canais de recebimento e as opções de crédito em conta, clique aqui, baixe o App FGTS ou acesse o Internet Banking Caixa.

Qual o período?
O saque complementar começa na próxima sexta-feira (20/12/2019) e permanece disponível até 30 de março do próximo ano. Vale ressaltar que o saque imediato (de até R$ 500) já está disponível para os nascidos de janeiro a outubro. Os contribuintes de novembro e dezembro recebem na próxima quarta-feira (15/12/2019).

Como faço para receber?
Se recebeu o saque imediato na conta poupança, a Caixa fará o depósito do valor complementar automaticamente.

É preciso ter conta na Caixa?
Não. Quem não tem conta na estatal pode sacar nos terminais de atendimento da Caixa ou nas casas lotéricas.

As agências da Caixa continuarão com os horários estendidos?
A Caixa Econômica vai estender o expediente em agências das principais cidades do país na quarta (18/12/2019), na quinta (19/12/2019) e na sexta-feira (20/12/2019).

E o saque-aniversário?
O saque imediato e o complementar não têm relação alguma como o saque-aniversário, também estabelecido na MP nº 889.

Últimas notícias