Roberto Alvim é nomeado secretário de Cultura por Bolsonaro

O então diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte protagonizou polêmica por ofender a atriz Fernanda Montenegro

Divulgação/Sec. Especial da CulturaDivulgação/Sec. Especial da Cultura

atualizado 08/11/2019 7:37

O diretor do Centro de Artes Cênicas (Ceacen) da Fundação Nacional de Artes (Funarte), Roberto Rego Pinheiro, de nome artístico Roberto Alvim, foi escolhido para chefiar a Secretaria Especial de Cultura, transferida para o Ministério do Turismo. A nomeação foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (7/11/2019). O então secretário Ricardo Braga foi exonerado um dia antes.

No fim de setembro, o dramaturgo Roberto Alvim protagonizou uma situação polêmica ao chamar a atriz Fernanda Montenegro de “sórdida” e “mentirosa” nas redes sociais. As ofensas foram feitas depois de Montenegro posar para a capa da revista literária Quatro Cinco Um. Na edição, a atriz é retratada como uma bruxa presa a uma estaca prestes a ser queimada em uma fogueira com livros.

O episódio provocou pelo menos 19 demissões no Ceacen no início de outubro. Nessa segunda-feira (4/11/2019), o presidente da Funarte, Miguel Proença, foi exonerado. Ele foi um dos que bateram de frente com Alvim na ocasião.

Depois da saída de Braga, o DOU desta quinta-feira (7/11/2019) informou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) transferiu a Secretaria de Cultura — criada para substituir o extinto ministério da Cultura — do Ministério da Cidadania, sob o comando de Osmar Terra, para o ministério chefiado por Marcelo Álvaro Antônio.

A pasta também foi alvo de disputas nos bastidores do governo. O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) tentou emplacar uma sequência de indicações no início do governo, mas teria sido barrado por Terra. O parlamentar, que recebeu o aval de Bolsonaro para indicar nomes, acabou saindo frustrado do PSL. Hoje, ele é inimigo declarado do presidente.

O ex-deputado Marcos Soares (DEM-RJ), filho do pastor R.R Soares, chegou a ser cotado para o cargo após a demissão de Braga. Ele esteve junto ao pai em um encontro com Bolsonaro na tarde desta quinta-feira (07/11/2019), no Planalto, mas não comentou sobre a reunião. A nomeação de Alvim ocorreu depois disso.

Últimas notícias