Rio antecipa segunda dose da Pfizer para pessoas acima de 50 anos

Medida passa a valer a partir desta terça-feira (21/9) e visa acelerar imunização completa dos cariocas

atualizado 20/09/2021 18:09

Vacina da Pfizer contra a Covid-19 no RioAline Massuca/Metrópoles

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS-Rio) antecipou o intervalo entre as doses da vacina da Pfizer de 12 semanas para 21 dias – cerca de três semanas. A medida vale para pessoas acima de 50 anos a partir da próxima terça-feira (21/9). Este é o tempo recomendado pelo fabricante, conforme a bula.

O objetivo da medida é acelerar a imunização contra a Covid-19 na capital, que já tem mais de 98% da população adulta vacinada com pelo menos uma dose ou dose única, e 60% com o esquema completo. A recomendação de reduzir o intervalo veio do Ministério da Saúde em agosto.

Na ocasião, a pasta anunciou que o tempo entre as doses de AstraZeneca e Pfizer seria encurtado para oito semanas a partir da segunda quinzena de setembro. Porém, só o segundo imunizante teve o prazo alterado.

A Prefeitura do Rio chegou a dizer que não seguiria a recomendação do Ministério da Saúde devido ao baixo estoque da Pfizer.

Últimas notícias