ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, me coletiva de imprensa de apresentação do cronograma de vacinação da Covid-19 para 2022

Portugal doará 400 mil doses da AstraZeneca ao Brasil, diz Queiroga

Anúncio foi feito durante palestra do ministro na Universidade de Lisboa, na capital portuguesa, nesta terça-feira (26/10)

atualizado 26/10/2021 9:19

ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, me coletiva de imprensa de apresentação do cronograma de vacinação da Covid-19 para 2022Igo Estrela/Metrópoles

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou, nesta terça-feira (26/10), que o Brasil receberá doação de 400 mil doses de vacinas contra a Covid-19, entregues pelo governo de Portugal.

O comunicado foi feito durante palestra do ministro na Universidade de Lisboa, na capital portuguesa. O cardiologista foi à instituição de ensino para falar sobre as ações do governo brasileiro no combate à Covid-19.

Durante o evento, Queiroga afirmou que o Brasil receberá 400 mil doses da vacina AstraZeneca de Portugal.

 “A ajuda não precisa ser grande, mas precisa simbolizar esse espírito de colaboração. Apesar de termos doses de vacina, vamos receber de doação de Portugal mais 400 mil doses da vacina Astrazeneca”, anunciou.

Na universidade, Queiroga pontuou que as doses para a imunização completa dos brasileiros já estão garantidas. Além disso, o ministro disse que o Programa Nacional de Imunizações (PNI) tem um excedente de 134 milhões de vacinas contra a Covid, que serão utilizadas no próximo ano.

“Já temos um contrato com a Pfizer para mais de 100 milhões de doses, e da vacina da AstraZeneca mais 80 milhões. Dessas, 60 milhões já seriam produzidas com o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) nacional”, afirmou.

0
Viagem internacional

Marcelo Queiroga tem agenda na Europa até o fim da semana. Além da palestra na Universidade de Lisboa, o ministro deve participar de reunião bilateral com representantes do Ministério da Saúde de Portugal e realizar visita técnica ao Centro de Contato do Serviço Nacional de Saúde e à Direção-Geral de Saúde.

Depois, ele segue para o Reino Unido, onde visitará o Centro de Vacinologia Clínica e Medicina Tropical da Universidade de Oxford e o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da AstraZeneca, no Cambridge Biomedical Campus. Também vai participar de reunião bilateral com representantes da Secretaria de Estado para Saúde e Assistência Social.

Mais lidas
Últimas notícias