metropoles.com

Yanomamis: deputado defende retirada de garimpeiros com “dignidade”

A terra indígena, localizada em Roraima, se vê diante uma crise sanitária, em virtude da atividade de garimpo ilegal no estado

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
nicoletti137
1 de 1 nicoletti137 - Foto: Reprodução

O deputado federal Antônio Carlos Nicoletti (União Brasil – RR) defendeu, neste domingo (5/2), que o governo federal retire com “dignidade” os garimpeiros que ocupam as terras dos povos Yanomami em Roraima. A área indígena se vê diante uma crise sanitária causada pela atividade de garimpo ilegal.

Embora centenas de indígenas adultos, crianças e idosos tenham morrido ou estão à beira da morte pela atividade criminosa que perdura na região, o parlamentar defende que os órgãos competentes garantam aos garimpeiros os “mesmos direitos que têm sido dados aos indígenas”.

“São pais, mães de famílias e que trazem o sustento pra dentro de casa. Também há outra preocupação: além de retirá-los em segurança, acompanhando e dando dignidade, como as que está sendo dada aos povos indígenas e todo esse auxílio que os povos originários estão tendo, nós precisamos também, pensar num ‘após’. Vocês vão ficar sem renda”, disse o deputado.

Em sua fala, o deputado ainda afirma que entrou com “diversos” ofícios em entidades federais para assegurar o tratamento dispensado aos garimpeiros: “Eu já protocolei vários ofícios aos ministérios do Governo Federal, ao presidente da República, dizendo que precisamos ter o acompanhamento na retirada de cada um de vocês e, tratar cada um de vocês com dignidade”, disse.

Veja a fala do deputado:

 

Nicoletti, que é a favor da regulamentação da atividade em terras indígenas, o que atualmente é terminantemente proibido por lei, ainda defende que o fruto do garimpo é fundamental para o estado de Roraima e, por isso, o governo deve pensar em compensar os garimpeiros com alguma “pecúnia”.

“Vocês vão ficar sem renda. Aqui, a economia do estado depende da geração do garimpo, que trás essa renda pra dentro do nosso comércio e nós precisamos que o governo federal se preocupe e dê algum tipo de pecúnia a cada família que vai ficar desassitida nesse momento”, diz o parlamentar.

Bloqueio de circulação na região

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) determinou, no dia 30 de janeiro, o bloqueio dos tráfegos aéreo e fluvial de garimpo ilegal na terra Yanomami, em Roraima.

Em nota, o Palácio do Planalto disse que o corte no tráfego tinha o objetivo de “impedir o acesso de pessoas não autorizadas pelo poder público à região buscando não apenas impedir atividades ilegais, mas também a disseminação de doenças”.

“As iniciativas visam combater, o mais rápido possível, o garimpo ilegal e outras atividades criminosas na região impedindo o transporte aéreo e fluvial que abastece os grupos criminosos”, informou o governo.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações