Rodrigo Maia: “Brasil vive quase num estado autoritário”

Presidente da Câmara reclama do poder que setores como segurança pública e Judiciário têm, inclusive no meio ambiente, em relação ao povo

Rodrigo Maia na Mesa Diretora da CâmaraRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 23/08/2019 18:14

Numa semana em que a questão da Amazônia se tornou uma crise internacional, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta sexta-feira (23/08/2019) que o Brasil vive “quase um estado autoritário”, inclusive na área do meio ambiente.

“Vivemos quase num estado autoritário, pelo poder que muitos setores, e não digo só não área da segurança pública, no Judiciário, mas os setores como um todo, inclusive no meio ambiente, em relação à vida da sociedade brasileira”, frisou o parlamentar.

Anticrime
O comentário de Maia foi feito enquanto o democrata participava de evento da Associação dos Advogados de São Paulo, que entregou ao presidente da Câmara federal relatório crítico ao projeto anticrime do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro.

“O projeto tem pontos positivos, mas parte dele precisa se revisto, analisado, para que um lado da sociedade tenha uma preocupação por parte do Parlamento”, salientou o deputado.

Últimas notícias