Maia quer dividir recursos da Petrobras para recuperar Amazônia

Pelo Twitter, o presidente da Câmara propõe peticionar a sugestão no Supremo Tribunal Federal (STF)

Andre Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 23/08/2019 11:53

Após defender a criação de uma comissão externa no Congresso Nacional para apurar as causas dos incêndios na Amazônia, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), apontou outra proposta para ajudar a resolver o problema na região. Ele sugeriu nas redes sociais peticionar no Supremo Tribunal Federal (STF) a sugestão de divisão dos recursos da Petrobras para recuperar a área devastada.

Segundo o deputado, os R$ 2,5 bilhões da estatal serão repartidos para a Educação e para a Amazônia. “Recursos que estão parados e entrariam hoje no caixa do governo e poderiam, inclusive, ir para os estados da região”, continuou.

Além da criação de uma comissão externa, Maia havia anunciado uma comissão geral no Congresso para propor soluções ao governo sobre questões ambientais. O parlamentar também tinha destacado a importância de fortalecer as exportações do agronegócio e preservar o meio ambiente.

Dados do Programa de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que houve aumento de 83% no número de incêndios florestais no Brasil entre 1º de janeiro e 19 de agosto de 2019, em comparação ao mesmo período de 2018. Só neste ano, foram 71.497 queimadas, ante 39.759 no ano passado.

Últimas notícias