Renan Calheiros sobre Bolsonaro: “Temos um louco na Presidência”

Relator da CPI da Covid afirma que discute, internamente, possibilidade de investigar o chefe do Executivo nacional

atualizado 18/06/2021 12:19

Renan CalheirosIgo Estrela/Metrópoles

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou, nesta sexta-feira (18/6), que o colegiado ainda discute, internamente, a possibilidade do colegiado investigar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Há uma discussão sobre a possibilidade legal de convocação e investigação do chefe do Executivo por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

“Isso é uma análise que estamos fazendo, refletindo e meditando, ouvindo as instituições. Se a Comissão Parlamentar de Inquérito puder diretamente investigar o presidente da República, queria, de antemão, avisar que nós vamos investigar sim”, disse.

Ele ventilou a possibilidade de, diante do não comparecimento de Bolsonaro, fazer perguntas por escrito e encaminhar ao chefe do Executivo nacional. “Mesmo não podendo convocar e não podendo investigar, a CPI vai ter que responsabilizar, sim. Diante de provas, não há como não responsabilizar”, prosseguiu.

Para endossar a investigação ao chefe do Executivo, Calheiros não poupou críticas ao presidente. “Tem um louco na presidência que todo dia atenta contra a vida dos brasileiros”, disparou.

O relator da CPI afirmou que a postura do mandatário do país frente à gravidade da crise sanitária é “irresponsável, deslavada e criminosa”.

“Neste fim de semana, chegaremos, tristemente, a mais de meio milhão de mortes no Brasil pela Covid, diante da absoluta irresponsabilidade do chefe de governo, que ainda ontem reiterou tudo que havia dito a respeito da imunidade de rebanho, da imunização natural. Mais uma vez, querendo enganar a população. Irresponsável, deslavado e criminoso”, falou.

Calheiros disse que o trabalho investigativo do colegiado “já demonstrou que o governo sempre recusou as vacinas e sempre tentou e colocou em seu lugar o chamado tratamento precoce”.

0

Últimas notícias