Randolfe quer ouvir Queiroga e diz que ministro está “pazuellando”

Vencido pela vontade da maioria do G7, o senador chegou a dar como certa a não convocação do chefe da pasta à CPI. Agora, pede o retorno

atualizado 07/10/2021 10:51

Vice-presidente da CPI da Covid, Randolfe RodriguesHugo Barreto/Metrópoles

O vice-presidente da CPI da Covid-19, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), insistiu, nesta quinta-feira (7/10), que o colegiado realize mais um depoimento: o do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. O cronograma dos trabalhos da comissão previa que as oitivas se encerrassem ainda hoje, com o depoimento de um ex-médico e um paciente da Prevent Senior.

Vencido pela vontade da maioria do G7, o senador chegou a dar como certa a não convocação do chefe da pasta. No entanto, o parlamentar entende que os recentes episódios envolvendo o ministro o credenciam a retornar, pela terceira vez, ao Senado Federal para depor na condição de testemunha.

“Ele está cada vez mais se ‘pazuellando’ (sic). Está cada vez mais parecido com [o ex-ministro Eduardo] Pazuello”, disse.

Segundo Randolfe, a convocação decorreria da ausência de respostas de Queiroga aos questionamentos feitos e encaminhados pela CPI na terça (5/10). Na ocasião, a comissão definiu prazo de 48 horas para que o ministro esclarecesse questões como o abandono do uso da Coronavac para 2022, além do detalhamento do estoque de imunizantes contra a Covid-19 no país e o planejamento para imunização dos brasileiros no próximo ano.

“As respostas que nós cobramos do ministro Queiroga não vieram. Temos uma semana ainda né. Em princípio, hoje seriam os últimos depoimentos. Mas eu vou ponderar com os colegas a situação do ministro da Saúde”, disse o vice-presidente.

Outro ponto levantado pelo senador para sustentar o retorno do chefe da Saúde é a retirada de pauta da votação sobre o uso de remédios do chamado “tratamento precoce” para pacientes de Covid-19, prevista para esta quinta-feira (7/10) na Comissão de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec).

“A Conitec deveria se reunir hoje, dar um parecer sobre o uso da hidroxicloroquina. A Conitec não se reuniu, por que não se reuniu? Quem interviu na decisão da Conitec e por que essa reunião não aconteceu? De onde saiu isso?”, indagou o parlamentar.

Últimas notícias