PT e PDT reúnem bancadas para discutir apoio à reeleição de Lira

Parlamentares do PT também esperam se encontrar com os deputados da federação do PCdoB e PV para discutir possível apoio a Arthur Lira

atualizado 22/11/2022 21:01

Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, discursa durante sessão Solene destinada à entrega da medalha Grã-Cruz da Ordem do Congresso Nacional ao Ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux. Ele discursa na mesa diretora - Metrópoles Igo Estrela/Metrópoles

Os deputados de oposição do PT e PDT reúnem suas bancadas nesta terça-feira (22/11) para discutir possível apoio formal à reeleição de Arthur Lira (PP-AL) à Presidência da Câmara dos Deputados. Os parlamentares do PT também esperam se encontrar com os deputados da federação do PCdoB e PV a fim de promover o debate.

Antes, o partido do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva já havia sinalizado que não entraria na disputa pelo comando de nenhuma das casas do Legislativo. A eleição interna para as mesas da Câmara e do Senado Federal ocorrerá em fevereiro.

“O presidente Lula já pediu para que o Partido dos Trabalhadores discuta uma posição de não apresentar candidaturas às presidências da Câmara e do Senado. Isso é uma medida que pode parecer simplória, mas não é. Ela facilita, ajuda no diálogo”, disse o senador eleito Wellington Dias, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura.

O ex-governador do Piauí é um dos principais articuladores políticos de Lula.

Aliados do partido ouvidos pelo Metrópoles afirmam que a disponibilidade colocada à mesa por Arthur Lira faz com que os partidos de diferentes ideologias consigam “diálogar bem e superar as adversidades”.

Conforme noticiado pela coluna de Guilherme Amado, nos últimos dias, aliados do deputado fizeram chegar ao PT que o alagoano nunca viu Lula como inimigo, mas apenas como adversário na corrida eleitoral deste ano. E que, na Presidência da Câmara, não criará obstáculos para pautar matérias consideradas importantes pelo futuro governo.

Enquanto isso, o PDT, de Carlos Luppi, ouvirá seus partidários nas próximas duas semanas. De acordo com parlamentares próximos ao presidente nacional pedetista, há consenso sobre o nome de Lira na recondução à Câmara dos Deputados.

Mais cedo, o Republicanos, partido aliado de Jair Bolsonaro (PL), informou que não fará oposição ao governo Lula e que também apoiará a reeleição de Lira.

A manifestação de apoio ao atual presidente da Câmara ocorre em meio às negociações pela aprovação da PEC da Transição, uma das prioridades do próximo governo para conseguir manter o Auxílio Brasil em R$ 600 e garantir aumento real de salário mínimo. Ambas as propostas foram prometidas por Lula durante a campanha.

Mais lidas
Últimas notícias