Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Natália Portinari

Republicanos, aliado de Bolsonaro, anuncia que não será oposição a Lula

O partido publicou uma nota afirmando que seria “independente” no legislativo, que não negará “diálogo e colaboração” com o PT

atualizado 22/11/2022 14:03

Presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhado de, Gleisi Helena Hoffmann, Aloizio Mercadante Oliva, concede entrevista coletiva após reunião com o presidente do TSE Alexandre de Moraes - Metrópoles Breno Esaki/Especial Metrópoles

O partido Republicanos, que apoiou o governo e a candidatura de Jair Bolsonaro, e elegeu diversos de seus aliados, afirmou, nesta quarta-feira (22/11), que não fará oposição a Lula no Congresso Nacional.

O partido publicou uma nota em seu Instagram afirmando que seria “independente” no legislativo, que não negará “o diálogo e a colaboração” com o PT e que apoiarão a reeleição de Arthur Lira para a presidência da Câmara dos Deputados.

A decisão, como diz a nota, foi tomada em uma reunião entre o presidente do Republicanos, o deputado Marcos Pereira, com outros deputados do partido.

No início de novembro, após a presidente do PT Gleisi Hoffmann “negar” o aceno de perdão do Bispo Edir Macedo, Pereira disse em entrevista à Folha de S. Paulo que o partido faria oposição a Lula.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna