PSol aciona PGR contra Bolsonaro por “propagar doença contagiosa”

Partido sustenta que presidente interagiu com pessoas no Palácio da Alvorada, mesmo infectado com o coronavírus

atualizado 25/07/2020 12:05

Presidente Jair Messias Bolsonaro cumprimenta apoiadores e fala com a imprensaRafaela Felicciano/Metrópoles

A bancada do PSol na Câmara dos Deputados acionou a Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A legenda acusa o chefe do Executivo de propagar doença contagiosa devido a interações do presidente com outras pessoas, mesmo após ser diagnosticado com a Covid-19. As informações são da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

Em março, a sigla já havia denunciado o presidente à Organização Mundial de Saúde (OMS) por “estimular e participar” de manifestações mesmo com medidas impostas recomendando o isolamento social.

O presidente anunciou neste sábado (25/7) que não está mais infectado com o novo coronavírus. Bolsonaro passou quase três semanas em isolamento no Palácio da Alvorada após contrair a doença. Logo após o resultado negativo para a Covid-19, o mandatário deixou a residência oficial e seguiu para uma concessionária de moto e, de lá, foi à casa da deputada Bia Kicis (PSL-DF), no Lago Norte.

0

Últimas notícias