Presidente da Petrobras é convidado a explicar dividendos no Senado

General havia sido convidado a prestar esclarecimentos pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, em 8 de março

atualizado 22/03/2022 14:17

Bolsonaro indicou o general Joaquim Silva e Luna para o comando da PetrobrasMarcelo Camargo/Agência Brasil

Senadores membros da Comissão de Infraestrutura da Casa aprovaram, nesta terça-feira (22/3), novo requerimento de convite ao presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, para explicar a política de distribuição de dividendos aos acionistas da empresa. O militar havia sido convidado a prestar esclarecimentos pela Comissão de Assuntos Econômicos, em 8 de março.

Segundo o convite, a estatal teria distribuído R$ 101 bilhões de dividendos da empresa aos acionistas em 2021. Diferentemente de convocação, Silva e Luna não é obrigado a comparecer.

0

Além de Silva e Luna, o requerimento aprovado pedia a presença de Rosangela Buzanelli Torres, conselheira representante dos trabalhadores da Petrobras, e Rodrigo Alves, diretor-executivo financeiro e de relacionamento com investidores.

A pedido do senador Esperidião Amin (PP-SC), o novo presidente do Conselho de Administração da estatal, Rodolfo Landim, que é também presidente do Clube Flamengo de Regatas e próximo ao presidente Jair Bolsonaro, também foi convidado.

“O importante é a vinda do presidente da Petrobras para nos explicar a lógica de distribuir mais de 90% dos dividendos bastante significativo aos acionistas em detrimento de reinvestimento. E explicar a taxa do ebites, de retorno da Petrobras, que está muito acima das congêneres internacionais do setor nesta época”, afirmou o senador Jean Paul Prates (PT-RN), autor do requerimento.

Mais lidas
Últimas notícias