Coronavírus: Alcolumbre e Maia decretam luto e proíbem comemorações

País atingiu neste sábado (09/05) a marca de 10 mil mortos por Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus

atualizado 09/05/2020 14:23

O Congresso Nacional decreta, na tarde deste sábado (09/05), luto oficial de três dias por causa da marca de 10 mil mortes por Covid-19 atingida pelos país.

O ato é assinado pelos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

A Bandeira Nacional, em frente ao Palácio do Congresso Nacional, será hasteada a meio-mastro, às 14h. Assim, ficam proibidas quaisquer celebrações, comemorações ou festividades enquanto durar o luto.

“O Congresso Nacional tem feito sua parte ao tomar medidas legislativas de suporte às pessoas, aos governos e às empresas. É um momento difícil para todos”, dizem os parlamentares, em nota (leia a íntegra no final desta matéria).

0
Veja a seguir o ato decretado:

OkAto Do Congresso Luto Covid by Tácio Lorran on Scribd

Manifestações e churrasco

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou, ironicamente, na última quinta-feira (07/05) um churrasco, que seria realizado, segundo ele, no Palácio do Alvorada para 30 convidados.

Nesse sábado, contudo, o presidente disse se tratar de uma fake news divulgada pela imprensa – apesar de ele mesmo ter confirmado o evento.

A festa teve repercussão negativa nas redes sociais por incentivar a aglomeração de pessoas e o descumprimento do isolamento social, medidas preventivas para evitar o novo coronavírus, segundo o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além disso, apoiadores do presidente se reúnem na Esplanada dos Ministérios, pelo segundo fim de semana seguido. Eles fazem manifestação a favor do governo federal e contra os poderes Legislativo e Judiciário.

Nota do Congresso Nacional

No momento em que o país atinge a triste marca de dez mil mortes oficiais da Covid-19, o Congresso Nacional também sofre a dor de tantas famílias brasileiras que perderam seus entes queridos, sem poder render-lhes as justas homenagens.

É uma tragédia que nos devasta mais a cada dia. Dez mil pessoas, amadas e importantes para outras pessoas, cheias de sonhos, tiveram suas vidas interrompidas.

Solidários a essa dor, em respeito à morte desses dez mil brasileiros, o Congresso Nacional decreta luto oficial de três dias. Este Parlamento, que representa o povo e o equilíbrio federativo desta Nação, não está indiferente a este momento de perda, de tristeza e de pesar.

A situação que estamos vivendo é lamentavelmente singular. Nossas cidades paradas, nossas crianças sem aulas, nosso povo assustado. O combate a um inimigo tão invisível quanto mortal, que ataca sem respeitar fronteiras ou aviso prévio, é sacrificante e cruel.

O Congresso Nacional tem feito sua parte ao tomar medidas legislativas de suporte às pessoas, aos governos e às empresas. É um momento difícil para todos.

Quando se trata de proteger a vida dos brasileiros, que é o valor maior, não há dúvida quanto ao caminho a ser trilhado; não há hesitação possível.

O Brasil sairá dessa pandemia machucado, enlutado, entristecido, assim como outras nações. Mas sairá também com um desafio igualmente grande pela frente, de retomada, de reconstrução.

Mesmo chorando a morte dos nossos irmãos e irmãs brasileiros, conclamamos todos a manter as recomendações das autoridades de Saúde, diminuindo o ritmo dessa terrível doença, enquanto nos preparamos para um retorno seguro e definitivo à normalidade.

Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia

Últimas notícias