Oitavo ministro a ser infectado, Jorge Oliveira diz que está com Covid-19

Ministro da Secretaria-Geral da Presidência informou que fará isolamento social e passará a despachar de forma remota

atualizado 04/08/2020 18:09

Marcos Corrêa/PR

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge de Oliveira, informou nesta terça-feira (4/8) que está com Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Em um comunicado nas redes sociais, o ministro de 45 anos informou que apresenta sintomas leves da doença e está isolado, sob acompanhamento médico.

“Informo que, após fazer o teste RT-PCR para detectar possível presença do vírus da Covid-19, meu resultado foi positivo. Estou em isolamento desde hoje (4) e cumpro agenda de forma remota. Apresento sintomas leves e sigo sob acompanhamento médico”, disse.

Com o diagnóstico positivo, Jorge passa a ser o oitavo ministro do primeiro escalão a ser infectado pelo vírus. O governo tem 23 ministérios.

  • Augusto Heleno, Gabinete de Segurança Institucional;
  • Bento Albuquerque, Minas e Energia;
  • Milton Ribeiro, Educação;
  • Onyx Lorenzoni, Cidadania;
  • Marcos Pontes, Ciência, Tecnologia e Inovações;
  • Wagner Rosário, Controladoria-Geral da União;
  • Braga Netto, Casa Civil;
  • Jorge Oliveira, Secretaria-Geral

O presidente Jair Bolsonaro também já teve Covid-19. Ele foi diagnosticado com a doença em 7 de julho. No dia 25 de julho, o presidente disse que estava curado.

Agenda do ministro

De acordo com a agenda de Jorge de Oliveira, na segunda-feira (3/8), o ministro esteve no Palácio do Planalto e se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro e com os ministros Fábio Faria (Comunicações), Braga Netto (Casa Civil) e Paulo Guedes (Economia).

Nesta terça, a agenda de Jorge previa participação na reunião ministerial, junto ao presidente Bolsonaro, além de uma reunião com o chefe do Executivo. Segundo a assessoria, no entanto, o ministro estava em “isolamento preventivo” e não participou dos compromissos nem por videoconferência.

Coronavírus no Planalto

Também nesta terça, a Secretaria-Geral informou que até 31 de julho, existiam 31 servidores do Palácio do Planalto com a Covid-19.

Atualmente, a Presidência tem 3.402 servidores, dos quais 178 já foram infectados pelo vírus desde o início da pandemia. O número representa 5% do total de funcionários.

“Com mais de 50% dos servidores em trabalho remoto (teletrabalho) ou em escala de revezamento, a Presidência da República busca continuamente manter o ambiente de trabalho o mais seguro possível e não hesitará em adotar procedimentos complementares, caso necessário”, disse a Secretaria-Geral em nota.

0

 

Últimas notícias