Mourão sobre Forster para embaixador nos EUA: “Tem credenciais”

Eduardo Bolsonaro, filho do presidente da República, desistiu da indicação para a embaixada do Brasil em Washington

atualizado 23/10/2019 16:56

MARCELO CHELLO/CJPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Enquanto ocupava o cargo de presidente da República em exercício, Hamilton Mourão aprovou o nome do diplomata Nestor Forster à embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos. “Tem todas as credenciais”, avaliou, antes de deixar o Palácio do Planalto no início da tarde desta quarta-feira (23/10/2019).  

“Olha, eu só fui apresentado ao Forster quando eu estive nos Estados Unidos, no final de abril deste ano. Ele é um quadro do Itamaraty, promovido já a ministro de primeira classe. Então, a partir do momento em que ministro de primeira classe recebe uma embaixada, aí ele passa a ter o título de embaixador”, disse Mourão.

O comentário foi feito depois que o filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) desistiu da indicação prometida pelo pai. O próprio chefe do Executivo já sinalizou, durante viagem ao Japão, a possível indicação de Forster nesse cenário. 

O Planalto tentava articular desde julho deste ano a aprovação do nome do parlamentar no Senado, mas o cenário incerto se agravou com a crise do PSL. Depois de um trabalho de convencimento com envolvimento pessoal de Bolsonaro junto a parlamentares, Eduardo conseguiu assumir a liderança da sigla na Câmara em substituição ao deputado federal Delegado Waldir (PSL-GO).

Últimas notícias