Eduardo Bolsonaro desiste da indicação para embaixador nos EUA

Deputado, filho do presidente Jair Bolsonaro e líder do PSL fez anúncio no plenário da Câmara na noite desta terça-feira

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 22/10/2019 23:51

Líder do PSL na Câmara dos Deputados depois de uma ferrenha “guerra de listas” entre os grupos bolsonaristas e bivaristas da legenda, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) foi à tribuna da Casa, na noite desta terça-feira (22/10/2019), para anunciar que abre mão da indicação para ocupar o posto de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. As informações são do G1.

“Foi uma decisão que eu estava pensando há muito tempo. A gente escuta conselho de muita gente. Além disso, tem a questão do meu eleitorado. Confesso, não era a maioria que estava apoiando ali”, argumentou o parlamentar, em entrevista aos jornalistas logo depois do discurso.

“Seria um papel a ser desempenhado, mas aqui no Brasil também eu acho tenho eu um papel tão importante quanto ou talvez mais”, declarou Eduardo.

O parlamentar fez a declaração durante a votação do projeto que confirma os termos do acordo entre Brasil e Estados Unidos para o uso, pelos norte-americanos, da base de lançamento de foguetes de Alcântara, no Maranhão.

Nessa segunda-feira (21/10/2019), no Japão, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse preferir que o filho permaneça no Brasil para “pacificar” o partido, que vive uma crise interna.

Resistência
Em julho, Bolsonaro afirmou pela primeira vez que pretendia indicar o deputado para a embaixada. Desde então, Eduardo Bolsonaro visitou senadores a fim de obter apoio para a indicação, que precisa ser aprovada pelo Senado. Mas enfrentou resistência de parte dos senadores.

O filho 03 disse que a decisão de desistir da indicação não é para atender a um eventual pedido do pai. “Não, o presidente sempre me deixou bem à vontade com relação a isso”, assegurou.

“Eu confesso que quando saiu o meu nome, quando fui indicado, eu fiquei até surpreso, não esperava que isso acontecesse. Num primeiro momento eu fiquei feliz sim, óbvio. Quem não se sente prestigiado para assumir esse posto? Porém, no decorrer do processo, com amadurecimento, conversas e etc., foi me fazendo pensar e culminou hoje aqui com essa decisão”, disse.

O deputado postou no Twitter a íntegra de seu anúncio. Confira: