Mourão aproveita reabertura de shoppings e faz compras ao lado da mulher

Em Brasília, casal comprou roupas, maquiagens, chocolate e também passeou por uma livraria. Passeio foi acompanhado por seguranças

Reprodução/Jornal O Estado de S. Paulo

atualizado 30/05/2020 21:15

Com a reabertura de comércios pelo país, mesmo com o avanço da Covid-19, que já levou a 28.834 mortes desde o início da pandemia, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, aproveitou o primeiro fim de semana de retomada do funcionamento dos shoppings do Distrito Federal para um passeio.

Um decreto do governador Ibaneis Rocha (MDB) liberou a abertura dos shoppings desde quarta-feira (27/05). Para funcionar, os estabelecimentos precisam fornecer equipamento de proteção individual e álcool em gel a empregados, colaboradores, terceirizados e prestadores de serviço. Funcionários são obrigados a realizar testes a cada 15 dias e o funcionamento foi limitado a 50% da capacidade, para evitar aglomeração.

Com isso, Mourão circulou por um dos shoppings de Brasília de lojas de luxo, acompanhado da mulher, Paula Mourão, ambos de máscaras e acompanhados de seguranças. O casal foi abordado por algumas pessoas e posou para fotos com crianças. Eles fizeram compras de roupas, maquiagens, chocolate e também passeou por uma livraria.

Como o o jornal O Estado de S. Paulo revelou na última semana, o governo federal abriu uma licitação para a compra de uma esteira de última geração, no valor de R$ 44 mil para Mourão manter os exercícios em dia no Palácio do Jaburu. O aparelho vem com programas pré-configurados de exercício físico, tela touch screen de alta definição, internet, TV e “cursos interativos”. Depois que a aquisição foi revelada, Mourão argumentou que o aparelho é de “excelente nível”.

Mais cedo, quem também aproveitou o fim de semana para passear foi o presidente Jair Bolsonaro. Ele, por sua vez, mais uma vez provocou aglomeração de pessoas durante a pandemia e demandou o uso de helicópteros para visitar cidades em Goiás, a menos de 250 quilômetros de distância do Palácio da Alvorada, sua residência oficial em Brasília.

Bolsonaro foi a uma lanchonete em Abadiânia para tomar café da manhã. A presença do presidente provocou aglomerações, apesar das recomendações de autoridades sanitárias para a necessidade do isolamento social como medida de contenção ao avanço do novo coronavírus no país.

Bolsonaro carregava consigo uma máscara, mas não a utilizou enquanto trocava apertos de mão e posava para fotos com populares. O presidente ainda pegou uma criança no colo e conversou com pessoas também sem utilizar a máscara. O chefe do Executivo estava acompanhado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e do líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO).

Afrouxamento

Diversos estados já afrouxaram regras de isolamento social e funcionamento de comércios, apesar do avanço da doença. No Distrito Federal, além dos shoppings, o governador decretou hoje a retomada do funcionamento de igrejas e parques, condicionado a regras sanitárias e de isolamento social. Ele alega que a situação no DF está mais controlada e que há folga no sistema de saúde.

Últimas notícias