Ministro da Educação: “Há crianças com grau de deficiência que é impossível a convivência”

Essa é a 2ª fala polêmica de Milton Ribeiro, que anteriormente afirmou que estudantes com deficiência atrapalham o aprendizado dos outros

atualizado 19/08/2021 16:51

Posse do ministro do MEC Milton Ribeiro no planaltoIsac Nóbrega/PR

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou nesta quinta-feira (19/8) que há crianças com “um grau de deficiência que é impossível a convivência”. A declaração foi dada durante uma visita ao Recife, dias após ele dizer que estudantes com deficiência atrapalham o aprendizado de outros alunos.

“Nós temos, hoje, 1,3 milhão de crianças com deficiência que estudam nas escolas públicas. Desse total, 12% têm um grau de deficiência que é impossível a convivência. O que o nosso governo fez: em vez de simplesmente jogá-los dentro de uma sala de aula, pelo ‘inclusivismo’, nós estamos criando salas especiais para que essas crianças possam receber o tratamento que merecem e precisam”, afirmou Ribeiro.

A declaração foi alvo de críticas da oposição.

A afirmação de Milton Ribeiro ocorreu após a reinauguração do Museu do Homem do Nordeste, da Fundação Joaquim Nabuco, na Zona Norte da cidade. O local estava fechado desde o início da pandemia da Covid-19.

Questionado sobre a entrevista transmitida no dia 9 de agosto, no programa Novo Sem Censura, da TV Brasil, ele afirmou que a repercussão dada às frases foi causada por “questões políticas”.

Na fala anterior, Ribeiro disse que, quando uma criança com deficiência é incluída em salas de aula com alunos sem a mesma condição, ocorre o que chamou de “inclusivismo”, em que a criança não aprende e “atrapalha” a aprendizagem das outras.

Mais lidas
Últimas notícias