Mandetta se despede do cargo e prega: “Não tenham medo”

O agora ex-ministro deu uma coletiva de imprensa em que anunciou a sua saída e fez um retrospecto da sua vida e da passagem pelo cargo

atualizado 16/04/2020 17:17

ministros Mandetta e Braga Neto em entrevista coletivaIgo Estrela/Metrópoles

O agora ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta se despediu do cargo de ministro da Saúde nesta quinta-feira (16/04) sem críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Não tenham medo, não façam um milímetro diferente do que vocês sabem fazer”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em sua última entrevista coletiva no cargo, nesta quinta-feira (16/04). Ele foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), após semanas de embates quanto à estratégia de combate à Covid-19. A sua exoneração, porém, ainda não foi publicada no Diário Oficial.

“Esse problema (a demissão) é insignificante. Nada tem significado que não seja uma defesa intransigente da vida, do SUS e da ciência”, continuou.

Ele contou que a conversa em que ratificou a sua saída do atual governo foi tranquila. Apesar dos atritos recentes que ambos tiveram.

“Conversa foi amistosa, agradável, realmente é melhor que ele organize uma equipe que possa construir um outro olhar. Sei do peso da responsabilidade dele, o peso de decidir em que ponto a economia tem que recuperar suas atividades. Presidente é extremamente humanista”, disse ainda.

“Tenho a mais absoluta certeza de que a gente lutou um bom combate até aqui, mas estamos apenas no meio da batalha. Vocês que têm que ficar, sabem que ministros passam, o que ficam é o trabalho do servidor do Ministério da Saúde”, prosseguiu.

Nelson Teich é o novo ministro
Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) exonerou o agora ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O oncologista Nelson Teich foi convidado para o posto. Mandetta confirmou a demissão em post no Twitter às 16h17.

A exoneração ocorre em meio à crise do novo coronavírus e após um longo e explícito processo de fritura do ex-ministro. Segundo boletim mais recente do Ministério da Saúde, o Brasil tem 28.320 infectados em todos os estados e 1.736 mortes registradas.

Nelson Teich é nascido no Rio de Janeiro, é médico formado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e se especializou em oncologia no Instituto Nacional de Câncer (Inca). Atualmente, é sócio da Teich Health Care, uma consultoria de serviços médicos.

Mais lidas
Últimas notícias