Maia volta atrás e diz que confia no presidente do Banco Central

No início da manhã desta quinta (29/10), Rodrigo Maia falou que "vazar conversa particular não está a altura de um presidente"

atualizado 29/10/2020 12:32

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou atrás sobre o comentário que fez na manhã desta quinta-feira (29/10) sobre a atitude do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, ter vazado uma conversa particular entre eles para a imprensa.

Maia recuou de sua fala após receber um ligação de Campos Neto depois de ter feito a crítica no Twitter. “Recebi há pouco ligação do presidente do BC afirmando que ele não divulgou à imprensa a nossa conversa. Diante da palavra do presidente, o vazamento certamente foi provocado por terceiros. Deixo aqui registrado a ligação e a confiança que tenho nele.”

O presidente do Banco Central procurou Maia para tratar de sua preocupação com a crise política e a possibilidade das reformas não avançarem no Congresso Nacional.

A conversa entre eles ocorreu na quarta-feira (28/10) e presidente da Câmara foi curto e grosso na resposta: “Ligou para a pessoa errada. Quem está obstruindo a pauta é a base do governo”, como revelou o blog do Camarotti.

0

 

Últimas notícias