metropoles.com

Lula defende, no Uruguai, renovar Mercosul e acordo do bloco com China

Presidente Lula se reuniu nesta quarta-feira (25/1), em Montevidéu, com o presidente uruguaio, Luis Lacalle Pou

atualizado

Ricardo Stuckert/Divulgação

Montevidéu e Brasília — O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu nesta quarta-feira (25/1), após reunião com o presidente do Uruguai, o centro-direitista Luis Alberto Lacalle Pou, a renovação do Mercosul, bloco que reúne Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, e um acordo do grupo com a China.

Lula foi ao Uruguai com a missão de tentar brecar as tratativas entre Uruguai e China para um acordo de livre comércio.

A avaliação no governo brasileiro é que o possível acordo entre uruguaios e chineses abalaria o Mercosul, pois colocaria em xeque a Tarifa Externa Comum usada pelos países do bloco para transações entre si. Lula basicamente quer um acordo conjunto do Mercosul com a China, e não só Uruguai e China

“Quero dizer para o presidente que, com as ideias de discutir a chamada inovação ou renovação do Mercosul, nós estamos totalmente de acordo. O que precisamos fazer para modernizar o Mercosul? Queremos sentar à mesa, primeiramente com os nossos técnicos, em seguida com os nossos ministros e finalmente com os presidentes para que a gente possa renovar aquilo que for necessário renovar”, disse Lula em declaração à imprensa ao lado de Lacalle Pou.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Lula defendeu que o acordo do Mercosul com a União Europeia seja finalizado para que o bloco sul-americano avance em um acordo com o país asiático. “É urgente e necessário que o Mercosul faça o acordo com a União Europeia”, afirmou Lula.

“O que eu disse ao presidente Lacalle e tenho dito aos meus ministros é que nós vamos intensificar as discussões com a União Europeia e vamos firmar esse acordo, para que a gente possa discutir apenas um possível acordo China e Mercosul. Eu acho que é possível. Apesar de o Brasil ter na China o seu maior parceiro comercial e do Brasil ter um grande superávit com a China, nós queremos sentar enquanto Mercosul e discutir com nossos amigos chineses um acordo Mercosul-China.”

Esta é a segunda agenda internacional do terceiro mandato do petista. Antes do Uruguai, ele passou pela Argentina entre domingo (22/1) e essa terça-feira (24/1). Em Buenos Aires, se reuniu com o presidente argentino, Alberto Fernández, e participou da 7ª cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

Agenda no Uruguai

Lula se reuniu com Lacalle na residência oficial do presidente uruguaio. O mandatário brasileiro chegou ao local por volta das 12h30, acompanhado de ministros e da primeira-dama, Janja. O petista recebido na porta da casa por Lacalle e pela vice-presidente do Uruguai, Beatriz Agimón.

Antes da declaração à imprensa, Lula teve uma reunião com Lacalle por pouco mais de uma hora. O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o chanceler Mauro Vieira acompanharam a conversa entre os presidentes. Após os discursos, os dois presidentes almoçaram juntos.

Além da reunião com o líder uruguaio, Lula ainda se encontra com a prefeita da capital, Carolina Cosse; e com o ex-presidente do país Pepe Mujica. O partido de Mujica faz oposição ao governo de Lacalle. A reunião acontecerá na chácara onde Mujica mora, na zona rural de Montevidéu.






Quais assuntos você deseja receber?