Larissa Dutra é nomeada a nova presidente do Iphan

Órgão estava sem comando desde dezembro de 2019, quando o então secretário de Cultura, Roberto Alvin, cancelou nomeação de Luciana Feres

atualizado 11/05/2020 10:31

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) tem uma nova presidente. Para o cargo, foi nomeada a atual diretora do Departamento de Desenvolvimento Produtivo da Secretaria Nacional de Integração Interinstitucional, do Ministério do Turismo, Larissa Rodrigues Peixoto Dutra. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (11/05), em portaria assinada pelo ministro chefe da Casa Civil, Braga Netto.

O Iphan está vinculado à Secretaria Especial da Cultura, hoje comandada pela atriz Regina Duarte, e a secretária, por sua vez, é ligada ao Ministério do Turismo. O cargo estava vago desde 2019, quando chegou a ser nomeada a arquiteta Luciana Rocha Feres, em 11 de dezembro. A nomeação, no entanto, foi cancelada no dia seguinte pelo então secretário especial da Cultura Roberto Alvim. Até aquele momento, e desde 2016, o órgão era chefiado por Kátia Bogéa, também dispensada por Roberto Alvim.

O Iphan é um dos maiores órgãos da Secretaria Especial da Cultura. Conta com 27 superintendências espalhadas pelos estados, 37 escritórios técnicos e unidades especiais. O órgão foi criado como autarquia federal em 1937 para preservação e promoção dos bens culturais do País. Pela Constituição Brasileira de 1988, entende-se o patrimônio cultural como formas de expressão, modos de criar, fazer e viver.

Larissa Rodrigues Peixoto Dutra assumiu o cargo no Departamento de Desenvolvimento Produtivo em fevereiro de 2019. Antes, ela atuava como chefe de Gabinete da Secretaria Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, do Ministério do Turismo. No ano anterior, ela foi nomeada para exercer o cargo de Chefe de Gabinete da Secretaria Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo.

Seus outros cargos dentro do Ministério do Turismo incluemo de coordenadora da Coordenação-Geral de Cadastramento e Fiscalização de Prestadores de Serviços Turísticos, do Departamento de Formalização e Qualificação no Turismo; o de chefe de Divisão da Coordenação-Geral de Estudos e Pesquisas, do Departamento de Estudos e Pesquisa, da Secretaria Nacional de Políticas de Turismo; o de assessora técnica e o de coordenadora do gabinete do então ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves.

0

Mais lidas
Últimas notícias