Entrevista com Regina Duarte foi feita de forma inadequada, diz ministro

Em coletiva, titular do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se recusou, entretanto, a comentar o teor das declarações da secretária de Cultura

atualizado 08/05/2020 19:21

Ministro do turismo Marcelo Álvaro durante coletivaIgo Estrela/Metrópoles

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, disse nesta sexta-feira (08/05) que a entrevista da secretária especial de Cultura, Regina Duarte, à emissora CNN foi feita “de forma inadequada”.

Na entrevista, realizada nessa quinta-feira (07/05), os apresentadores do programa puseram no ar um vídeo no qual a atriz Maitê Proença critica duramente o que avalia como “falta de ação” do governo Jair Bolsonaro e da ex-colega de Rede Globo.

A tela foi dividida e, enquanto as observações de Maitê passavam no lado direito, no lado esquerdo era possível ver Regina Duarte gesticulando, aparentemente reclamando com o repórter Daniel Adjuto, que conduzia a entrevista no gabinete da secretária.

Ao terminar a fala de Maitê, Regina Duarte começou a reclamar dos apresentadores dentro do estúdio, em São Paulo. Para a âncora Daniela Lima, que tentava explicar o contexto do vídeo da atriz, a secretária esbravejou: “Quem é você que está desenterrando mortos, quem é você? Eu tive que dar um chilique aqui!”.

Em outro momento, a atriz foi questionada sobre sua posição em relação à ditadura militar, tema caro ao presidente Bolsonaro, de quem ela foi aliada de primeira hora. “Ficar cobrando coisas que aconteceram nos anos 1960, 1970, 1980… Gente, é para frente que se olha”, disse.

E emendou, quando questionada sobre a quantidade de mortes que ocorreram durante o governo dos generais no Brasil: “Pessoas sempre morrem. Se você falar vida, do outro lado tem morte. Sempre houve tortura. Stalin, quantas mortes? Hitler, quantas mortes? Não quero arrastar um cemitério de mortes nas minhas costas. Não quero isso para ninguém”, disse Regina, minimizando as vítimas do regime.

“A gente precisa de focar naquilo que deve ser relevante pro Brasil. Ela participou de uma entrevista que foi feita de uma forma inadequada, eu acho que não precisava daquele tom, daquele nível. Vou me abster a fazer comentários a entrevista dela ontem”, disse o ministro durante coletiva no Palácio do Planalto.

0

MP de R$ 5 bilhões
Durante a coletiva desta sexta, o ministro Álvaro Antônio anunciou que o governo vai editar uma medida provisória abrindo crédito extraordinário de R$ 5 bilhões para o Fundo Geral do Turismo.

Segundo o ministro, os recursos serão divididos da seguinte forma:
– 80% direcionados a micro, pequenas e médias empresas
– 20% para grandes empresas

Mais lidas
Últimas notícias