Celebridades, subcelebridades e tudo sobre televisão de maneira ácida e divertida.

Bruno Gagliasso dispara contra Regina Duarte: “Não dá para desculpar”

O ator se manifestou após a entrevista polêmica da ex-atriz à CNN Brasil

atualizado 08/05/2020 12:00

Bruno GagliassoReprodução

O ator Bruno Gagliasso foi um dos muitos artistas que se mostrou revoltado com a entrevista da secretária especial da Cultura, Regina Duarte, para a CNN Brasil. Por meio das redes sociais, o ator postou alguns trechos da conversa e disparou contra ela.

Na publicação, ele falou que não tinha como desculpar certas atitudes da artista. Na entrevista, Regina falou sobre a ditadura, sobre os feitos para a classe artística e sobre uma suposta saída do governo.

Ele começa dizendo: “Não dá pra desculpar não, Regina. Não dá pra desculpar o seu deboche com torturados pelo Estado, sua naturalização da barbárie. Não dá pra desculpar sua arrogância ao dar de ombros às minorias, esquecendo-se que a senhora é parte do governo e tem a obrigação de trabalhar para todos, não apenas sua pretensa maioria”, escreveu o ator.

0

“Não dá pra desculpar seu silêncio, sua falta de projetos, a forma como você trata os trabalhadores do audiovisual brasileiro. Não dá pra desculpar sua falta de diálogo com a categoria, a sua estupidez com jornalistas e ex-colegas de trabalho”, completou.

Bruno ainda disse mais: “Não dá pra desculpar a preferência que a senhora tem por ditadores, genocidas, irresponsáveis, gente sem compromisso com a verdade e com a vida. Não dá pra desculpar os 9.146 corpos que estão enterrados com uma pá de descaso do seu governo. Não dá pra desculpar todos esses caixões que a senhora desenterra e carrega nas costas junto com seu governo e com sua ideologia monstruosa. Não dá pra te desculpar, Regina. Não dá pra desculpar”, finalizou.

O ator ainda recebeu vários comentários de outros artistas, que também mostraram indignação com Regina: “Inacreditável”, escreveu Giovanna Ewbank. “Que vergonha”, disparou Rafael Zulu. “Gente, o que que é isso?”, disse Fernanda Gentil. “Meu Deus! Que tristeza”, comentou Fernanda Rodrigues.

Mais lidas
Últimas notícias